16.6 C
Itapema
quarta-feira, julho 6, 2022
mais
    InícioCidadesPorto BeloResultado eleitoral antecipa mudanças no Legislativo

    Resultado eleitoral antecipa mudanças no Legislativo

    Em:

    Em Destaque

    O resultado da inédita eleição suplementar para a prefeitura de Porto Belo, realizada neste domingo (5), confirmou a efetivação de Joel Orlando Lucinda (MDB) na condução do Governo Municipal até o fim de 2024, com Ailto Neckel de Souza (PL) como vice. A chapa saiu vitoriosa do pleito com 77,58% dos votos válidos (6.076). Com isso, após a diplomação da dupla e consequente posse — o que deve ocorrer, segundo resolução do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no próximo dia 23 —, abre-se uma vaga no Legislativo e a necessidade de se recompor a mesa diretora da Casa, já que era Ailto quem exercia a presidência interina, em substituição justamente de Joel, que em março assumiu, provisoriamente, a Prefeitura.

    A primeira pendência deverá ser resolvida com a posse do segundo-suplente do Partido Liberal. Comerciante natural de Chapecó (SC), 54 anos de idade, se confirmado na vaga Darci França será o 15° parlamentar a participar da atual legislatura (eleito, Altino Júnior, do PL, cedeu sua cadeira a Bento Voltolini e foi comandar a Secretaria de Planejamento, enquanto Gilberto Pedro, do MDB, herdou a vaga deixada por Joel e o republicano Marcos Marques substituiu Jonatha Cabral durante 60 dias no final de 2021).

    A eleição na Câmara deve ocorrer somente após a posse dos novos prefeito e vice. Até lá, Ailto segue conduzindo os trabalhos do Legislativo e França mantém-se em compasso de espera. “É uma situação atípica, então a gente precisa ver com o [departamento] jurídico para saber como proceder”, disse o ainda presidente Ailto. Da parte dos demais parlamentares, já existem articulações para determinar como ficará o comando até o final do ano, quando se encerra o atual mandato (segundo a lei orgânica do município, a escolha da mesa diretora é feita a cada dois anos). Os partidos MDB e Progressistas manifestaram interesse em lançar candidaturas para ocupar a presidência e demais cargos vagos nesse intervalo — sendo que, em janeiro de 2023, haverá nova eleição, desta vez para eleger a mesa que seguirá até o fim da atual legislatura.

    Cidades