21.1 C
Itapema
terça-feira, junho 18, 2024
mais
    InícioCidadesBalneário CamboriúEscolas municipais de BC recebem exposição de aves da fauna catarinense

    Escolas municipais de BC recebem exposição de aves da fauna catarinense

    Em:

    Em Destaque

    A exposição itinerante do Projeto Aves Catarinenses, parte do acervo fotográfico do biólogo e pesquisador Cristiano Voitina, está visitando os 15 Centros Educacionais Municipais de Balneário Camboriú. A mostra, que expõe espécies da fauna catarinense, traz em seu acervo a ave símbolo da cidade de Balneário Camboriú, o Saíra-bico-fino. A exposição, que já visitou nove unidades, chegou na sexta-feira (08) no Centro Educacional Municipal Ariribá, onde permanece até quarta-feira (13). A exposição é aberta à comunidade.

    A mostra, que conta com 18 espécies da avifauna do estado catarinense, tem como objetivo levar às escolas e comunidades, informações sobre as diversas espécies. Durante a visitação da exposição, junto com o professor, é trabalhado com os alunos, a necessidade de cuidar e preservar os remanescentes de mata atlântica, restinga, manguezais, campos de altitudes importantes habitats para as espécies que vivem em Santa Catarina.

    Junto ao acervo, está a ave símbolo da cidade de Balneário Camboriú: o Saíra-bico-fino (Dacnis cayana), também chamada Saí-azul, eleita por votação pública e reconhecida oficialmente com Lei ordinária 4.329, de 07 de novembro de 2019. O saí-azul mede aproximadamente 13 centímetros de comprimento e pesa, em média, 16 gramas. Apresenta acentuado dimorfismo sexual: o macho é azul e negro, com as pernas rosadas, enquanto a fêmea é verde, com a cabeça azulada e pernas alaranjadas. Seu canto é um gorjear fraco.


    Os CEMs CAIC Ayrton Senna da Silva e Tomaz Francisco Garcia, ambos do Bairro dos Municípios; Médici, no Bairro das Nações; e o Vereador Santa, no Centro, receberão a exposição, em data ainda a ser agendada. “Esse agendamento é feito pela equipe pedagógica da escola, juntamente com o professor, para que o conteúdo da Exposição seja inserido no planejamento escolar, e contextualizada ao planejamento semanal, enriquecendo o conteúdo estudado em sala de aula”, pontua a secretária de Educação, Marilene cardoso.

    Cidades