16.6 C
Itapema
segunda-feira, maio 20, 2024
mais
    InícioPolíciaPolícia Civil prende duas pessoas suspeitas pela morte de jornalista em Canoinhas

    Polícia Civil prende duas pessoas suspeitas pela morte de jornalista em Canoinhas

    Em:

    Em Destaque

    Pelo Estado Entrevista: Vanir Zanatta, presidente da Ocesc

    “As cooperativas exercem importante papel, contribuindo com a dinamização...

    Pelo Estado 17/05: Investimentos nos Portos de Santa Catarina

    Um encontro realizado esta semana, em Brasília, reuniu o...

    Nesta quarta-feira (03), a Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Canoinhas, prendeu duas pessoas suspeitas pela morte de um jornalista no dia 24 de julho deste ano. Outra pessoa foi presa pelo crime de receptação. A ação foi realizada em conjunto com a Agência de Inteligência do 3º BPM.

    Após investigação, foi possível determinar os locais que a vítima frequentou e, ainda, os trajetos utilizados por ela para deslocamento pela área urbana de Canoinhas na madrugada do crime. Desta maneira, foi possível determinar o momento exato em que a vítima, ainda na região central da cidade, encontrou os dois suspeitos do crime, que, posteriormente, embarcaram em seu veículo sentido Centro De Exposições. Por meio da análise de câmeras de videomonitoramento e de outras técnicas, os suspeitos foram precisamente identificados e qualificados, razão pela qual, inicialmente, representou-se ao Poder Judiciário pela expedição de mandados de busca e apreensão. A motivação do crime é eminentemente patrimonial. Do ponto de vista investigativo não há duvidas de que a dupla suspeita estava perambulando pelas ruas da região central de Canoinhas com a finalidade de encontrar uma vítima para o cometimento de crimes patrimoniais.

    Durante os cumprimentos dos mandados de busca e apreensão os policiais lograram êxito em encontrar as roupas utilizadas pelos dois suspeitos durante a prática delituosa. A Polícia localizou também o telefone subtraído da vítima na noite do crime na residência de um terceiro envolvido, que foi preso nesta quarta-feira (03) por receptação. Na segunda-feira (01), representou-se pela decretação da prisão temporária dos três envolvidos. No total, ao longo da investigação, realizou-se o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária. Nos próximos dias, a investigação será finalizada, formalizada e o inquérito policial será encaminhado para o Poder Judiciário.

    Cidades