20.8 C
Itapema
segunda-feira, maio 20, 2024
mais
    InícioPolíciaViolência doméstica é registrada pela PM no centro de Tijucas

    Violência doméstica é registrada pela PM no centro de Tijucas

    Em:

    Em Destaque

    Pelo Estado Entrevista: Vanir Zanatta, presidente da Ocesc

    “As cooperativas exercem importante papel, contribuindo com a dinamização...

    Pelo Estado 17/05: Investimentos nos Portos de Santa Catarina

    Um encontro realizado esta semana, em Brasília, reuniu o...

    Trata-se de ocorrência de Resistência, Ameaça e Lesão corporal leve – Dolosa, no âmbito da lei Maria da Penha, em que a guarnição PM foi acionada via COPOM para atendimento na Rua Alexandre Ternes Neto, Centro, Tijucas/SC.

    Chegando no local supracitado a guarnição foi abordada pela solicitante e vítima, a qual relatou que teve um atrito verbal com seu companheiro e que após a discussão este teria tentado lhe esganar. Que houve luta corporal e que por um momento conseguiu se desvencilhar do masculino, entretanto caiu no chão e o mesmo colocou o pé sobre o seu pescoço lhe sufocando. Que após as agressões, tentou lhe extorquir pedindo dinheiro para deixá-la em paz, ameaçando-lhe em seguida dizendo que iria mandar os “caras” da favela lhe “pegar”.

    Relata ainda que entrou em contato com sua mãe pedindo ajuda e que ambas deslocaram até a lotérica, onde conseguiram acionar a Polícia Militar.

    No local também estava presente o autor dos fatos, o qual estava bastante alterado e resistindo a ação policial, debatendo-se, sendo então necessário fazer uso progressivo da força para realizar a algemação e para colocar o masculino no interior da viatura.

    Quando indagado sobre o ocorrido, negou as agressões e relatou que estava apenas se defendendo. Que o dinheiro que pediu para vítima seria para uma suposta internação para tratar sua dependência química.

    A vítima, não apresenta lesões aparentes pelo corpo, porém está com dores na região do pescoço, e manifesta interesse em representar contra o autor quanto as lesões e ameaça sofridas.

    Diante dos fatos a guarnição lavrou o respectivo BO-PA, conduziu o autor à Delegacia de Polícia Civil para os demais procedimentos cabíveis.

    Cidades