32.1 C
Itapema
sexta-feira, fevereiro 23, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaEleições 2022“Quero estar no Senado para buscar mais representatividade para SC”

    “Quero estar no Senado para buscar mais representatividade para SC”

    Em:

    Em Destaque

    [SCEleições2022] ARTIGO
    COBERTURA INTEGRADA DOS DIÁRIOS E PORTAIS DO INTERIOR

    Raimundo Colombo: Ex-governador e candidato ao Senado pelo PSD

    Quero ser senador para continuar trabalhando por Santa Catarina. Tenho experiência, disposição e vontade para isso. O relacionamento que construí ao longo da minha trajetória como senador e governador por dois mandados fortalece o espaço de liderança para agir em favor dos catarinenses. Brasília é uma terra difícil para conseguir espaço, as pessoas estão lá há muito tempo. Quero estar no Senado para buscar mais representatividade para Santa Catarina. E seguir com princípios como nunca aumentar impostos e promover ações para a geração de emprego e renda.
    Tenho dois principais vetores de trabalho como senador. O primeiro é a defesa de Santa Catarina, a conquista de verbas federais. Somos tratados como se fossemos a Suíça brasileira e não precisássemos de ajuda. Isso não é verdade, precisamos, e muito, do apoio federal, principalmente para investimentos em infraestrutura e saúde, áreas fundamentais que ano a ano demandam cada vez mais.
    Outro vetor envolve os grandes temas nacionais. Neste sentido, vejo a reforma política como a mãe das reformas. Nenhum presidente consegue governar bem tendo que lidar com tantos partidos na Câmara e outros tantos no Senado. Já tivemos avanços importantes como o fim das coligações nas eleições proporcionais e a cláusula de barreira. Mas precisamos avançar mais. E rápido.
    É essencial, também, a reconstrução da harmonia entre os poderes, cada um no seu lugar, para que o governante eleito possa governar. Todo mundo deve dar as mãos para construir o futuro do Brasil. O mundo mudou, a sociedade mudou. E as demandas de hoje são muito diferentes das do passado. As reformas são essenciais para ajustes de rota que vão garantir o desenvolvimento do nosso país. É preciso ter coragem para tocá-las adiante.


    Cidades