18.2 C
Itapema
segunda-feira, maio 27, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaColuna Pelo Estado“Em 2022, a atuação da fiscalização no estado resultou em mais de...

    “Em 2022, a atuação da fiscalização no estado resultou em mais de 20 mil novos contratos de trabalho”,  diz Kita Xavier – presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (Crea-SC)

    Em:

    Em Destaque

    Pelo Estado 24/05: Portos catarinenses em transição

    Na última semana, publicamos aqui na Coluna que a...

    Pelo Estado 23/05: Impasse sobre barragem chega à ministra Guajajara

    A ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, e o...

    No mês em que o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina comemora 65 anos de atuação, o presidente Kita Xavier fala com exclusividade à Pelo Estado e faz um balanço sobre a atuação do Conselho e a sua contribuição para o desenvolvimento de Santa Catarina. Os profissionais do Crea-SC desenvolvem pesquisas e promovem a inovação que impacta diretamente no crescimento social e econômico de Santa Catarina.

    sede

    A entidade, criada no dia 17 de março de 1958, atua na fiscalização, controle e orientação do exercício profissional de engenheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos, meteorologistas e tecnólogos. Reúne atualmente mais de 71 mil profissionais e 18 mil empresas registradas, ocupando a posição de maior conselho profissional do estado.

    Com um olhar para o futuro, o presidente do Crea-SC fala das metas para 2023 onde estão previstas  melhorias na sede e investimentos em tecnologia da informação, no aprimoramento profissional e no fortalecimento da fiscalização com a contratação de novos agentes. Kita Xavier é engenheiro civil e de segurança do trabalho, ambos pela UFSC. Presidiu o CREA-SC nas gestões 2012/2014 e 2015/2017, retornando ao cargo em 2021 para esta gestão até dezembro de 2023. Confira abaixo a entrevista.

      “O slogan da campanha institucional de 65 anos é “Uma história baseada no futuro” e esse é o nosso pensamento, seguir valorizando o que já foi construído com olhar inovador para cada processo, visando atender as necessidades dos nossos profissionais e usuários”

    PE:  Em números qual o tamanho do Crea-SC hoje no Estado?

    O Crea-SC reúne entre engenheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos, meteorologistas e tecnólogos mais de 71 mil profissionais e 18 mil empresas registradas. Para atender essa demanda, possui 30 unidades de atendimento pelo estado. Na estrutura administrativa são 225 colaboradores, 97 conselheiros, 8 Câmaras Especializadas, 7 Comissões Permanentes, 4 Comissões Especiais, 2 Grupos de Trabalho e um Comitê Mulher.

    PE:  Qual o papel do Conselho no desenvolvimento do Estado?

    As engenharias, a agronomia e as geociências estão inseridas nos mais variados processos que envolvem a dinâmica da vida em sociedade. Podemos citar a infraestrutura, a habitação e a organização das cidades, a produção e a distribuição de alimentos, produtos e bens de consumo, os sistemas de abastecimento de água e energia, os meios de transporte e de comunicação, as redes de saneamento, entre muitos outros. São os nossos profissionais que desenvolvem pesquisas e promovem a inovação que impacta diretamente no crescimento social e econômico do estado. Nosso papel enquanto Conselho é fiscalizar para que onde haja uma atividade que exija conhecimento e responsabilidade técnica, exista também o trabalho de um profissional do CREA.

    PE: Quais as principais bandeiras e valores do Crea-SC?

    Nossa missão é atuar com efetividade na fiscalização do Crea-SC no exercício ilegal da profissão. Somos reconhecidos nacionalmente pelo trabalho orientativo. O Crea-SC se empenha para reafirmar a autoridade técnica nos serviços e processos que envolvem a dinâmica da vida na cidade e no campo.

    PE: De que forma o Crea-SC tem atuado na valorização profissional?

    Em 2022, a atuação da fiscalização no estado resultou em mais de 20 mil novos contratos de trabalho. Esse é o resultado da orientação, nossos agentes vão a campo para explicar a importância de profissionais com conhecimentos técnicos e registrados para assinar obras e serviços, e isso promove o aquecimento do mercado de trabalho. Além disso, o Crea-SC segue investindo na capacitação profissional através da política de patrocínio, que neste ano irá destinar R$ 4 milhões para eventos e publicações técnicas que promovam a inovação, atualização e a geração de conhecimento técnico científico de interesse da engenharia, da agronomia e geociências. Aposta também na Unicrea, universidade corporativa do Conselho que disponibiliza mais de cem cursos gratuitos para atualização dos profissionais registrados.

    Outro passo importante para a valorização dos nossos profissionais foi o convênio com a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, onde o Crea-SC disponibilizou a consulta gratuita e por tempo ilimitado dentro do Creanet das normas técnicas, o que gerou um resultado extremamente positivo entre os profissionais registrados.

    PE: Como a inovação tem contribuído no desenvolvimento das ações do Conselho?

    O Crea-SC assinou neste mês de março um contrato de serviço especializado em elaboração, gestão e avaliação do Programa de Inovação Aberta com base em metodologia do LinkLab da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), que irá auxiliar em conexões e oportunidades para o Conselho e para os profissionais e empresas registradas. O Programa tem como objetivo conectar pessoas, organizações públicas e privadas para o desenvolvimento de iniciativas que melhorem a vida da sociedade, estimulando a solução de seus desafios com uso de tecnologia e inovação, incentivando a troca de conhecimento e boas práticas entre profissionais e empresas.

    PE:  Quais são as metas previstas na gestão para 2023?

    O slogan da campanha institucional de 65 anos é “Uma história baseada no futuro” e esse é o nosso pensamento, seguir valorizando o que já foi construído com olhar inovador para cada processo, visando atender as necessidades dos nossos profissionais e usuários. Para 2023, prevemos melhorias em nossa estrutura física e de tecnologia da informação, investimento no aprimoramento profissional através da política de patrocínio e universidade corporativa, fortalecimento da fiscalização com a contratação de novos agentes e renovação da frota de carros, além de parcerias e convênios técnicos que auxiliem no intercambio de dados e informações entre instituições.

    PE: Durante as comemorações de aniversário da Instituição foram assinados dois termos de cooperação técnica, quais foram os objetivos?

    O primeiro acordo foi com o Crea-SP visando o desenvolvimento de ações e o intercâmbio de experiências, informações e tecnologias com intuito de promover o aperfeiçoamento nos processos das instituições. O segundo documento foi firmado com a Credcrea para disponibilização de cursos de capacitação na Plataforma da Unicrea. Entre os cursos estão: Marketing pessoal e de serviços; Formação de Preços para serviços de engenharia, agronomia e geociências (Técnicas de Negociação e Contratos); Agricultura 4.0; StartUps e Empreendedorismo; Métodos ágeis e SCRUM; Internet das Coisas (IoT) –Sociedade 5.0; Redação Corporativa e BIM (Building Information Modeling).

    PE: Como o CREA atua junto aos demais Conselhos de outros estados?

    O Sistema Confea/Crea tem por objetivo a atuação de forma associada, essa sinergia potencializa a defesa da sociedade e do desenvolvimento sustentável do país, observados os princípios éticos profissionais. Os estados do Sul – Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná – possuem ainda o fórum CreaSul para discussões específicas da região, atuando inclusive em ações conjuntas. O convênio assinado com o Crea-SP também é uma demonstração deste trabalho em conjunto em prol de um objetivo comum.

    PE: O Crea-SC completou neste mês 65 anos de fundação, quais os principais nomes que fizeram parte dessa história?

    Nossos profissionais são responsáveis pela história do nosso Conselho, a trajetória do Crea-SC foi construída pela atuação dos profissionais em prol do estado e também em prol do nosso Sistema.

    >> Clique aqui para ver a coluna Pelo Estado PE_entrevista_01_04_2023

    Produção e edição 

    Por  Mônica Foltran para APJ/SC e ADI/SC

    Contato: peloestado@gmail.com

    Cidades