16.6 C
Itapema
segunda-feira, maio 20, 2024
mais
    InícioTijucasCrianças de Tijucas conhecem ritmos afro-brasileiros em oficina de percussão

    Crianças de Tijucas conhecem ritmos afro-brasileiros em oficina de percussão

    Em:

    Em Destaque

    Pelo Estado Entrevista: Vanir Zanatta, presidente da Ocesc

    “As cooperativas exercem importante papel, contribuindo com a dinamização...

    Pelo Estado 17/05: Investimentos nos Portos de Santa Catarina

    Um encontro realizado esta semana, em Brasília, reuniu o...

    Projeto Percussão Catarina, do músico e educador musical Luciano Candemil, exalta a diversidade rítmica presente na cultura musical do país e já passou por diversas regiões do estado
    Os ritmos com identidade afro-brasileira são diversos e estão na base de boa parte da cultura musical brasileira. As diferentes expressões rítmicas com esta origem são tema da vivência artística Percussão Catarina: oficina de ritmos afro-brasileiros, que está sendo ministrada pelo músico e educador musical Luciano Candemil em diversas regiões do estado. Na última sexta-feira (28), foi a vez de crianças da cidade de Tijucas participarem da oficina e experimentarem a riqueza cultural que esses ritmos representam.
    A oficina foi realizada com apoio do SESC Ler, localizado no bairro Praça, e atendeu 55 crianças de seis a onze anos, que realizam atividades no contraturno escolar na unidade. Durante a prática, Candemil abordou noções básicas de ritmos como o alujá, barravento, cabila, congo, ijexá, samba reggae e diversos tipos de samba. Na oficina, o ministrante contou ainda com a assistência dos músicos percussionistas Cleyton Medeiros e William Camargo. O trabalho dialoga com as várias rítmicas da diáspora africana espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, inclusive no cenário cultural catarinense.
    Responsável pelo projeto, o músico Luciano Candemil destaca a importância da experiência para as crianças. “Oficinas dessa natureza, com muita vivência artística, favorecem não apenas a ampliação do repertório musical das crianças, a expressividade, a criatividade, o senso de trabalho coletivo, a experiência sonora e sensorial, mas vai muito além disso, pois amplifica as possibilidades da formação de um adulto mais sensível, mais colaborativo e criativo ao longo dos anos. Nesse instante, o que vale para a criança é viver a experiência que em algum momento na fase adulta será reativada pela memória”, pontua.

    O projeto Percussão Catarina
    A proposta de Candemil com o projeto é oferecer uma formação em percussão sobre os ritmos afro-brasileiros que atualmente são tocados no território catarinense em vivências artísticas. Ao longo do primeiro semestre deste ano, a oficina foi realizada em Capivari de Baixo, Balneário Piçarras, São Francisco do Sul e, por fim, em Tijucas. Assim, o projeto transitou por quatro regiões do estado, buscando oportunizar o acesso à atividade cultural a municípios menores, nem sempre alcançados por projetos desta natureza.
    Percussão Catarina: oficina de ritmos afro-brasileiros é um projeto cultural selecionado pelo Prêmio Elisabete Anderle de apoio à Cultura – Edição 2022, executado com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura. Processo FCC 2920/2022.

    Foto: Mariana Castro.

    Cidades