21.2 C
Itapema
quarta-feira, abril 24, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaSC registra 1° caso de gripe aviária e Estado emite alerta: ‘sem...

    SC registra 1° caso de gripe aviária e Estado emite alerta: ‘sem risco aos humanos’

    Em:

    Em Destaque

    O primeiro caso de gripe aviária de Santa Catarina em 2023 foi divulgado pelo governo estadual nesta terça-feira (27). Segundo a Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina), o caso foi registrado em uma ave silvestre chamada de Garajau-real.
    Cidasc fez o alerta que a ocorrência de gripe aviária de Alta Patogenicidade em aves silvestres não compromete a condição sanitária do Estado de Santa Catarina e do país como livre da doença. Por isto, não há impacto no comércio internacional de produtos avícolas de Santa Catarina como consequência da notificação.
    O caso, segundo a companhia, foi registrado em São Francisco do Sul, no norte de Santa Catarina. As amostras do animal contaminado foram processadas no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de São Paulo reconhecido pela Organização Mundial da Saúde.
    A pasta alertou ainda que não há propriedades de produção comercial no raio de 25 Km do foco de São Francisco do Sul.
    Outra informação divulgada pela Cidasc é de que estão sendo intensificadas as ações de vigilância em populações de aves domésticas e silvestres na região. Com as investigações e o cenário epidemiológico, novas medidas poderão ser adotadas pela Cidasc para evitar a disseminação da doença e proteger a avicultura catarinense.

    Em caso de sinais, entre em contato
    A Cidasc pede ainda que a população do Estado entre em contato em caso de aves de qualquer espécie apresentando sinais clínicos de gripe aviária. Os sintomas mais comuns são: sinais respiratórios, neurológicos, tais como dificuldade respiratória, andar cambaleante, torcicolo ou girando em seu próprio eixo, ou mortalidade alta e súbita.
    O aviso pode ser feito utilizando o sistema e-Sisbravet no link: bit.ly/notificarcidasc ou bit.ly/SISBRAVET, ou ainda, diretamente em um escritório local da Cidasc, contatos disponíveis no site.
    Não há evidências de que o consumo de carne de aves ou de ovos ofereça risco à saúde humana.

    Cidades