21.2 C
Itapema
quarta-feira, abril 24, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaSegunda-feira(10) com muita instabilidade no tempo em SC

    Segunda-feira(10) com muita instabilidade no tempo em SC

    Em:

    Em Destaque

    Segunda-feira(10) com muita instabilidade no tempo em SC

    segunda-feira (10) amanhece instável principalmente em áreas do Grande Oeste ao norte do estado, por influência de cavados (áreas alongadas de baixa pressão) em diversos níveis da atmosfera e do fluxo de umidade proveniente da Amazônia. Nas outras regiões o dia será com a presença de muitas nuvens, acompanhadas de pancadas de chuva e de temporais isolados que ganham intensidade a partir da tarde em áreas do Litoral Sul e do Planalto Sul. O risco é baixo a moderado para ocorrências relacionadas às chuvas e temporais isolados. 

    As temperaturas mínimas variam entre 10 e 15°C do Meio-Oeste aos planaltos e no Alto Vale e oscilam entre 14 e 19°C nas demais áreas. As máximas variam entre 13 e 19°C no Planalto Sul e oscilam entre 17 e 29°C no restante do estado.

    Ventos com direção noroeste/norte, de intensidade fraca a moderada, com rajadas entre 30 e 45 km/h. Mar pouco agitado com ondas de 1,5 m e pico de 2 m de altura em alto mar do Litoral Sul à Grd. Florianópolis e com 1 m de altura no Litoral Norte.

    map1 1

    TERÇA-FEIRA (11)

    Na terça-feira (11) o tempo em SC segue sendo influenciado pelo fluxo de umidade vindo da região amazônica e por cavados (áreas alongadas de baixa pressão) e as chuvas mais intensas se concentram nas áreas de divisa com o RS, com destaque para o Planalto Sul e o Litoral Sul, onde  a chuva ocorre de forma persistente e com intensidade moderada a forte por alguns momentos. No restante do estado, ocorre chuva com intensidade mais fraca, intercalada por aberturas de sol. O risco é  moderado a alto para ocorrências associadas a chuva persistente, intensa e volumosa no Planalto Sul e Litoral Sul e baixo nas demais regiões catarinenses, para ocorrências associadas às chuvas.  Amanhecer com temperaturas entre 9 e 15°C No Meio-Oeste, nos planaltos e no Alto e Médio Vale do Itajaí, nas demais áreas as temperaturas variam entre 15 e 18°C. À tarde, as máximas ficam entre 11 e 19°C no Meio-Oeste, Planalto Sul, Litoral Sul e na Grd. Florianópolis, nas demais áreas elas oscilam entre 19 a 26°C, atingindo 35°C em localidades do Extremo Oeste.

    map2 1

    QUARTA-FEIRA (12)

    Ao longo da quarta-feira (12) a formação de um novo ciclone extratropical no Sul do Brasil, mantém a condição para chuva nas áreas de divisa com o RS, que ganha força no final do dia, ocorrendo com intensidade moderada a forte e acompanhada por temporais, com raios, rajadas de vento e chance de granizo. Essa condição se estende para as demais regiões catarinenses na madrugada da quinta-feira (13). A formação deste sistema também influenciará na intensidade dos ventos, que devem ter rajadas entre 45 a 70 km/h de quadrante norte pelo estado (variando de noroeste a nordeste), principalmente a partir da tarde. O mar também começa a subir ao longo da quarta, ficando agitado principalmente do Litoral Sul à Grd. Florianópolis. O risco para ocorrências associadas às chuvas intensas e volumosas, às fortes rajadas de vento e ao mar agitado e ressaca é moderado a alto. As temperaturas mínimas oscilam entre 15 e 21°C no Oeste e no Extremo Oeste e variam entre 8 e 18°C no restante do estado. As máximas variam entre 21 e 25°C no Grande Oeste, no Planalto Norte e no Litoral Norte, nas demais regiões elas marcam entre 13 e 19°C.

    map3 1

    TENDÊNCIA PARA OS PRÓXIMOS DIAS

    Ao longo da quinta-feira (13) o ciclone extratropical já estará atuante próximo à costa do Sul do Brasil, mantendo a condição para temporais com chuva intensa e volumosa e ventos intensos em todas as regiões de SC. O mar também se mantém muito agitado na costa catarinense durante todo o período, o risco é moderado a alto para ocorrências associadas às chuvas, rajadas intensas de vento e ao mar agitado e ressaca. Entre a noite da quinta-feira (12) e a madrugada da sexta-feira (13), o ciclone se desloca em direção ao oceano e o avanço de um sistema de alta pressão (massa de ar seco e frio) vira o vento de direção sudoeste/sul causando um declínio gradual das temperaturas.

    Elaborado em: 10/07/2023 às 05:00 – N° 191/2023

    Meteorologista: Ana Luiza Dors Wilke

    Cidades