21.6 C
Itapema
terça-feira, junho 18, 2024
mais
    InícioCidadesItapemaMais de 900 litros de óleo de cozinha foram reciclados no Projeto...

    Mais de 900 litros de óleo de cozinha foram reciclados no Projeto Óleo Solidário em Itapema

    Em:

    Em Destaque

    Iniciativa da Conasa Águas de Itapema e parceiros envolveu alunos de escolas municipais, favoreceu a prática da educação ambiental e da solidariedade

    Durante quatro meses, cerca de 500 estudantes do 9º ano das escolas municipais Educar, Maria Linhares e Bento Elói participaram das ações do projeto Óleo Solidário com o objetivo de praticarem a educação ambiental e a solidariedade. O desafio foi lançado em um ranking em que os alunos tiveram como meta a arrecadação do maior número de litros de óleo de cozinha usados, destinados à reciclagem, com toda a renda aferida doada à Apae de Itapema.

    Ao total foram reciclados 905 litros de óleo usado de cozinha que resultaram em um repasse de R$1.3570,00 à Apae de Itapema. O projeto, iniciativa da Conasa Águas de Itapema, Facci (Fundação Ambiental Água Costeira de Itapema), Rotary Club Itapema Costa Verdes Mares, Secretaria Municipal de Educação e Apae de Itapema, estimulou os estudantes a enolverem famílias e comunidades na correta separação do resíduo para a reciclagem.
    Durante o projeto, as turmas com maior arrecadação receberam premiações mensais que ampliaram o conhecimento sobre os cuidados com o meio ambiente, entre elas visitas educativas ao Ocean Aquarium e Parque Unipraias em Balneário Camboriú, e à Estação de Tratamento de Esgoto Morretes em Itapema. A turma vencedora do ranking foi a 904 da Escola Municipal de Educação Básica Educar com a arrecadação de 289,15 litros do resíduo. Alunos e professores ganharam um jantar comemorativo e a Educar um computador para uso pedagógico.

    Educação ambiental
    O descarte incorreto do óleo de cozinha na rede coletora causa problemas para o sistema de tratamento de esgoto, além da contaminação de solos, rios, lagos e oceanos. Estima-se que um litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água. Para o superintendente da Conasa Águas de Itapema, Denis Grassi, o projeto cumpriu o seu objetivo ao unir conhecimento e estimular a prática de ações sustentáveis no meio ambiente. “Os jovens representam a nova geração e são fundamentais no processo de conscientização sobre a gestão do meio ambiente equilibrado”, afirmou.
    Rodrigo Merege, diretor da Unidade de Conservação e Parques Urbanos da Facci destaca que esta fase piloto do projeto foi altamente bem-sucedida. “A adesão da comunidade escolar foi impulsionada pelos alunos diretamente envolvidos no ranking, que conseguiram arrecadar uma quantidade de óleo superior à expectativa inicial. A conscientização foi promovida por atividades complementares elaboradas pelos professores, juntamente com a pesquisa e preparação dos alunos para a competição. Por meio da campanha de arrecadação atingimos outro propósito que foi alcançar as famílias na prática da coleta seletiva”, destacou.
    A educação para a sustentabilidade ambiental também foi ressaltada por Eliane da Rosa Soares, diretora da APAE. “Esse projeto foi grandioso, não somente pelo valor que foi revertido com a reciclagem do óleo, e que beneficia diretamente os alunos da instituição, mas pelos valores plantados e cultivados em prol de uma cidade sustentável, semeando a importância do cuidado com a humanidade e com o planeta entre os jovens alunos, familiares e comunidade”, afirmou.
    A diretora da Educar, Tânia Grabovski, destacou a movimentação que o projeto trouxe para a escola. “A turma vencedora sempre foi muito unida e dedicada. Os alunos envolveram todos no ambiente escolar, suas famílias e a comunidade para promoverem o recolhimento do maior número de litros de óleo, o que gerou também aprendizado e comprometimento com a causa ambiental. O ranking proporcionou uma forma prazerosa de aprender valores que beneficiam diretamente a atual e as futuras gerações”.

    Logística e reciclagem
    Toda a logística para a retirada dos litros de óleo das escolas e encaminhamento para reciclagem foi realizada pelo Rotary Club Itapema Costa Verdes Mares. O óleo de cozinha usado foi destinado a uma indústria que utiliza o resíduo para fabricação de biodiesel, glicerina e produtos de limpeza, com renda revertida à Apae.
    “Este projeto que estimula a reciclagem do óleo de cozinha é muito importante e primordial para a cidade e região. A iniciativa em envolver escolas foi algo muito positivo porque percebemos o papel transformador que as crianças e jovens podem exercer nas famílias, mudando hábitos de uma comunidade. Foi uma experiência piloto que, com certeza, ganhará novos horizontes”, afirmou Newmar Menegat de Jesus, Presidente do Rotary Club Itapema Costa Verdes Mares na gestão 2023/2024.

     

    Cidades