21.3 C
Itapema
segunda-feira, abril 22, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaColuna Pelo EstadoPelo Estado 20/03: Temporada de Verão positiva em SC

    Pelo Estado 20/03: Temporada de Verão positiva em SC

    Em:

    Em Destaque

    Pelo Estado 19/04: Arteris Litoral Sul pode perder a concessão em SC

    O Ministro dos Transportes, Renan Filho, esteve nesta quinta-feira,...

    Pelo Estado 18/04: E a saúde em Santa Catarina, como vai?

    Após um convite dos parlamentares catarinenses, a secretária de...

    Durante a temporada de Verão 2023, Santa Catarina foi o quinto portão de entrada do país, perdendo apenas para São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná. E os principais estrangeiros a visitarem o Estado foram os chilenos e os argentinos. As informações foram apresentadas durante a divulgação do resultado da pesquisa de Verão 2023 da Fecomércio SC, realizada nesta terça-feira, 19.

    Durante o evento, o presidente da Federação, Hélio Dagnoni trouxe ainda outros indicadores positivos, como o fato das cidades de Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna e São Francisco do Sul, onde a pesquisa foi realizada, terem gerado, juntas, 4.834 empregos. O gasto dos turistas também aumentou, foi 28% superior ao do ano anterior. No setor de serviços, o aumento do faturamento em relação à temporada passada foi de 7,6%. Já para a rede hoteleira este número foi mais significativo, 14,4%.

    Durante a apresentação, o secretário ressaltou que a parceria entre Setur e associações como a Fecomércio são importantes para balizar o turismo, por fornecer um conhecimento melhor do perfil do visitante e saber quais os pontos fortes e quais precisam ser melhor trabalhados.

    O cenário é favorável mas, como disse o secretário do Estado do Turismo, Evandro Neiva, em sua apresentação, apesar do Verão ser um produto consolidado, é preciso dar continuidade a este trabalho tão bem feito do Estado também durante o Inverno, porque além das serras, as praias do nosso litoral oferecem atrativos na estação mais fria do ano.

    No ano passado, pela primeira vez, o Governo do Estado lançou um programa para estimular o turismo de inverno catarinense. E de acordo com o secretário, o projeto voltará a ser realizado nesta próxima temporada.

    Comissão pede providências à Casan

    WhatsApp Image 2024 03 19 at 17.36.21 1
    Foto: Agencia AL

    Assim como o previsto, o relatório apresentado pela Comissão Mista formada para apurar as causas do rompimento do reservatório da Casan, em setembro do ano passado, não trouxe muitas novidades, houve negligência na construção e fiscalização da estrutura. Até porque, na época, muito já havia sido esclarecido. Contudo, durante a apresentação do documento na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira, 19, foi definido pela Comissão uma série de providências a se tomar para que acidentes semelhantes não venham a acontecer.

    Para tanto, a Casan deverá instaurar um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) em desfavor dos profissionais da Companhia envolvidos na tragédia, além de sugerir o aprimoramento da fiscalização (perfil dos engenheiros fiscais, treinamentos, adoção de Procedimentos-Padrão), melhoria na elaboração e fiscalização de projetos. Também foi solicitada a revisão do Manual de Contratações, contratação de serviço de empresa especializada para a inspeção das estruturas e avaliação das condições estruturais, de conservação e manutenção das estruturas da CASAN, entre outros. E que seja estudada a viabilidade de oportunizar suporte técnico independente visando amenizar os impactos causados por situações de risco não programados e, por analogia, no que couber, nas ocorrências de sinistros com reservatórios de responsabilidade da Companhia.

    Disputa acirrada na Capital

    A corrida pela vaga de prefeito da Capital ganha mais um candidato. Dário Berger filiou-se ao PSDB (novamente) nesta terça-feira, 19, depois de muito disse me disse sobre para qual cidade e por qual partido iria concorrer. Agora, se o PL recalcular a rota e também não vier apoiando a reeleição de Topázio Neto (PSD), é provável que Bruno Souza seja o candidato peelista à majoritária. Além deles, Pedrão virá pelo PP, Marquito pelo Psol, Lela representará o PT. A disputa promete ser acirrada, embora Topázio Neto já tenha uma larga vantagem em relação aos seus concorrentes.

    Encontro regional do PP

    No dia 23 de março, Pinhalzinho sediará um grande encontro regional do partido Progressistas, organizado pelo Deputado Estadual Altair Silva (PP) com a intenção de reforçar a sigla para as eleições municipais deste ano. O evento reunirá lideranças e filiados para promover novas filiações e anunciar as pré-candidaturas de políticos locais e de outros municípios da região.

    O evento será às 10h30, no Centro Multiuso, no Distrito de Machado, em Pinhalzinho.

    Novidade no MDB

    Nesta segunda-feira, 18, o MDB ganhou mais um reforço para as próximas eleições. Miguel Gregório. Com nome já conhecido na cidade, Miguel é líder do movimento LGBTQIA+, organizador da Parada da Diversidade e do concurso Pop Gay. Ele também já foi diretor de eventos da Prefeitura de Florianópolis por cinco anos e trabalhou na Secretaria de Assistência Social. Agora, Miguel colocará seu nome à disposição para concorrer a uma cadeira na Câmara Municipal pelo partido.

    Reajuste salarial

    O Projeto de Lei Complementar que reajusta o salário mínimo regional em Santa Catarina foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, nesta terça-feira, 19. A proposta, enviada pelo governo do Estado na semana passada, aumenta em 6% o piso salarial pago aos trabalhadores catarinenses.

    O reajuste será retroativo a 1º de janeiro deste ano e será aplicado às quatro faixas salariais existentes. Na Alesc, o projeto do reajuste do salário mínimo regional tramita em regime de urgência e deverá ser analisado ainda pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Trabalho, Administração e Serviço Público.

    O salário mínimo regional beneficia mais de 30 categorias profissionais, que não são contempladas em acordos coletivos ou convenções. Abrange diversos segmentos da economia, como trabalhadores da agricultura e pecuária, empregados domésticos, comércio em geral, indústria de vestuário e calçados e indústria farmacêutica.

    > Clique aqui para ver a coluna Pelo Estado PE_20.03.2024

    Produção e edição
    Por Celina Sales para APJ/SC e ADI/SC
    Contato: peloestado@gmail.com

    Cidades