18.3 C
Itapema
quarta-feira, maio 29, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaColuna Pelo EstadoPelo Estado 04/04: Saúde em SC deixa deputados desconfortáveis

    Pelo Estado 04/04: Saúde em SC deixa deputados desconfortáveis

    Em:

    Em Destaque

    A situação da saúde em Santa Catarina não está das melhores. Hospitais com lotação máxima nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto na região do Grande Oeste, Vale do Itajaí e Foz do Rio Itajaí. Denúncias de pacientes deitados no chão, esperando por atendimento e hospitais em reforma, sem espaço para acolher adequadamente a população.

    E a insatisfação com a situação chegou à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Na manhã desta quarta-feira, 3, durante um encontro com jornalistas, o presidente da Casa, deputado Mauro de Nadal (MDB), mostrou-se contrariado com o que está acontecendo e chegou a afirmar que a realidade pintada não condiz com o que acontece de fato, e que os parlamentares não estão confortáveis com a situação, até porque, como se sabe, eles estão sempre sendo pressionados pelos prefeitos que cobram melhorias em todos os setores.

    A pequena “rusga” entre Nadal e Governo do Estado por problemas na saúde vem para reforçar o que andam falando nos bastidores, que as lideranças do MDB estariam insatisfeitas com o partido do governador, por estar “aliciando” nomes fundamentais da política para filiarem-se ao PL.

    De qualquer forma, nos próximos dias, a Comissão de Saúde da Alesc, presidida pelo deputado Neodi Saretta (PT), deve convidar a secretária de Saúde do Estado, Carmen Zanotto, para uma conversa e para dar explicações sobre quais seriam, hoje, os gargalos da saúde. O encontro deverá abordar, ainda, a questão do aumento dos números de casos de dengue e covid, as cirurgias eletivas e a forma como a própria Assembleia poderia contribuir para melhorar a situação, seja através de programas ou da destinação de recursos.

    Ricardo Guidi pode estar com o pé no PL

    WhatsApp Image 2024 04 03 at 4.31.48 PM
    Foto: Camara dos Deputados

    Já que Ricardo Guidi (PSD) não se decide, o partido acabou decidindo por ele. nesta terça-feira, 2, a diretoria executiva estadual do PSD definiu que a decisão entre quem irá sair candidato à prefeitura de Criciúma pela sigla, se ele ou Arleu Silva, candidato do atual prefeito Clésio Salvaro, virá de uma pesquisa. Depois disso, Guidi, que é atual secretário estadual de Meio Ambiente e Energia Verde, admitiu que está analisando a possibilidade de filiar-se ao PL, como queria o governador Jorginho.

    Como o período de troca de partido encerra neste sábado (6), Guidi precisa se agilizar. A dúvida dele, até então, era porque, com a troca de partido, ele correria o risco de perder o mandato.

    Cassação de Seif

    O julgamento do processo de cassação do senador Jorge Seif (PL), marcado para esta quinta-feira, 4, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), vai mexer com a política catarinense. Isto porque, se realmente for cassado, existe a possibilidade do ex-governador Raimundo Colombo (PSD), que ficou em segundo lugar nas eleições, ocupar a cadeira. A tese é defendida pela coligação autora do processo contra Seif na Justiça Eleitoral. Ela pede que sejam anulados somente os votos do atual senador, para que não seja preciso uma nova eleição.

    Falta de transparência

    A total falta de transparência e a inexistência de qualquer canal que permita o controle social dos recursos públicos repassados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do chamado Programa de Incentivo à Cultura (PIC), para projetos culturais catarinenses, levaram o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC) a suspender o PIC que determina que a FCC se abstenha de aprovar novos projetos culturais para o recebimento de apoio financeiro. Considerando apenas o ano de 2023, segundo informações da FCC, foram aprovadas cartas de captação de 120 projetos, provenientes de 40 municípios catarinenses. Somadas, as cartas ultrapassaram R$ 60 milhões. O problema, conforme constatado pela área técnica do TCE/SC, é que não há qualquer transparência sobre os critérios utilizados para a aprovação dos projetos, o destino dos recursos (pessoas físicas ou empresas), a execução dos projetos aprovados e, ainda, a divulgação das prestações de contas à sociedade dos valores repassados.

    Summit Cidades 

    Na próxima semana, o maior encontro de cidades do Sul do país realizará eventos no Meio-Oeste e Oeste catarinense. Com o tema Inovação e Empreendedorismo, no dia 10 de abril haverá um Warm Up no Polo de Inovação Vale do Rio do Peixe – Inovale, em Joaçaba. Já no dia 11 de abril, o Warm Up será no Pollen Parque Científico e Tecnológico, em Chapecó. As inscrições são gratuitas e estão disponíveis no link: linktr.ee/summitcidades .

    A 4ª edição do Summit Cidades será entre os dias 24 e 26 de junho, no CentroSul, em Florianópolis. O megaevento reúne entidades importantes do setor público, profissionais de referência no empreendedorismo e mentes brilhantes da academia para discutir os problemas dos municípios e apresentar cases de sucesso, elaborando projetos e soluções.

    Investimento em esporte

    O Governo do Estado, por meio da Fesporte, fez o repasse de R$1,1 milhão a Blumenau, nesta terça-feira, 2. Os recursos são para ajudar o município a sediar os Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) e a etapa estadual dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12 a 14 anos. O Governo de Santa Catarina está investindo por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), R$ 700.000,00 nos Parajasc e R$ 400.000,00 nos Jesc.

    Eleições escolares

    O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) conferiu, pela terceira vez, vitória ao Estado no processo que discutia a validade do Decreto que estabelece que a escolha do Plano de Gestão Escolar (PGE) pode ser feita diretamente pelo chefe do Poder Executivo, caso não haja quórum mínimo de votantes nas eleições realizadas nas escolas. A regra foi defendida pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC) durante o julgamento do Agravo de Instrumento apresentado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC). Por unanimidade, os desembargadores negaram o recurso do órgão de controle que levava em consideração a manifestação do conselheiro substituto Gerson dos Santos Sicca – ele chegou a determinar a suspensão do Edital 2.711/2023 da Secretaria de Estado da Educação (SED).

    > Clique aqui para ver a coluna Pelo Estado PE_04.04.2024

    Produção e edição
    Por Celina Sales para APJ/SC e ADI/SC
    Contato: peloestado@gmail.com

    Cidades