A passeata natalina, organizada pelos voluntários aconteceu no sábado, dia 14

425
Compartilhar

Conheça a história da Mamãe Noel de Itapema


Por Alzira Hirt

 

Passei muitas dificuldades na infância, fui violentada, fui pedinte, menina de rua. Resolvi casar para ter uma vida mais digna. Ainda muito jovem tive um filho e a vida continuou ainda mais difícil. Em1991, um ano muito difícil da minha vida, resolvi começar a fazer o Natal para todos. O Natal solidário, sem um real no bolso, consegui comprar em prestações, longas prestações um traje de PAPAI NOEL.

Com o traje em mãos, resolvi arrecadar doces para as crianças carentes. Consegui pouca coisa naquele ano, mas já foi o bastante para realizar o meu desejo e ver o sorriso das crianças. Pensa, eu uma mulher vestida de PAPAI NOEL era estranho para muita gente e o pior andando a pé pelas ruas, com um saco nas costas na noite de Natal. Mas foi mágico e nunca mais parei o trabalho.

 

O trabalho em Itapema

Como já era de costume na família, todo ano decorar árvore natalina, eu quis seguir a tradição. Então todo ano decorava minha casa com enfeites natalinos. No início foi uma árvore com piscas e com o passar dos anos foi aumentando a decoração, as crianças começaram a imaginar ali ser a casa da Mamãe Noel e na verdade a magia do Natal contagiava a todos que por ali passavam e a cada ano aumentavam as doações e a muitas crianças podíamos atender.

Resolvi passar uma temporada em Itapema, isso quando a vida já tinha sido generosa comigo, me apaixonei, resolvi mudar pra Itapema e o trabalho continuou, o primeiro ano em Itapema decorei minha casa e recebi três cartinhas de crianças carentes pedindo alimentos para o PAPAI Noel isso me comoveu ainda mais, aí vi que estava no caminho certo e que deveria continuar com os trabalhos.


Então os anos foram se passando, a cada ano que você passava, a gente recebia mais cartinhas das Crianças Carentes pedindo alimentos, roupas, calçados, assim a gente se comovia muito com as histórias das cartinhas e o trabalho foi aumentando cada vez mais, idosos nos procurando pedindo alimentos, remédios pessoas que encontram dificuldades no dia a dia. Crianças que muitas vezes não tem nem o que comer deixam de pedir um brinquedo para pedir um alimento, umas bolachas inclusive, umas bananas, um shampoo para poder lavar o cabelo. São cartas que realmente impressionam quem as lê, então, o trabalho foi crescendo gradativamente e a gente encontrando dificuldade para atender tantos pedidos, e as pessoas imaginam ali ser a casa da Mamãe Noel, as crianças principalmente, e nós tentamos fazer o nosso trabalho da melhor forma possível sem nada em troca porque o nosso trabalho é totalmente voluntariado.

 

Como ajudar

Para conhecer a Casa da Mamãe Noel, basta ir na rua 414, número 327, no bairro Morretes, em Itapema. Ainda dá tempo de adotar umas cartinhas ou mesmo ajudar com doces, roupas ou alimentos. Para ajudar nos pedidos, os voluntários sempre organizam uma passeata natalina pelas ruas da cidade. A deste ano ocorreu no dia 14/12. Faça o Natal de uma criança carente mais feliz.