Acusada de crimes brutais contra grávida no Vale é transferida de presídio

1318
Compartilhar

Barbárie

O assassinato brutal e retirada do bebê com estilete foi planejado

A acusada de arrancar o bebê da barriga e assassinar Flávia Godinho Mafra, foi transferida para o Presídio Regional de Chapecó. Rozalba Grim, teria confessado o crime em depoimento e dado detalhes da ação para Polícia Civil.

A acusada foi presa no dia seguinte ao crime. Ela ficou alguns dias na Delegacia de Polícia Civil de Tijucas e posteriormente foi transferida para o complexo penitenciário do Vale do Itajaí (Canhanduba), mas novas informações dão conta de que Rozalba foi levada para Chapecó.

O crime brutal que chocou o Vale do Rio Tijucas e todo país ainda está sob investigação.

Rozalba Grimm deve responder por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e lesão corporal gravíssima na criança. O marido da acusada também foi preso