Antonio Russi: um pai itapemense

1018
Compartilhar

Para homenagear os papais neste final de semana, vamos contar um pouco da história de um pai que muitos conhecem apenas pelo sobrenome em nossa região. Antonio Russi é pai de três filhas e avô de cinco netos. Um visionário que contribui bastante para o desenvolvimento da nossa cidade.

Da redação

“Pai é aquele que torna a existência possível; aquele que cria, orienta e acompanha o desenvolvimento. Se fosse para deixar uma palavra aos jovens que pensam em se tornar pai, diria que é gratificante, mas exige muita responsabilidade”. Na capa do livro biográfico, o empresário também dá a receita para uma vida de sucesso “Respeitar ao próximo, amar a família e dedicar-se ao trabalho”.

Antonio Russi é o quarto filho de 11 do saudoso casal Carlos Russi e Maria Russi. Nascido em Camboriú, no tempo em que a cidade era um pacato vilarejo. Sua relação com Itapema começou ainda na infância. Sua lembrança remonta aos oito anos quando vinha de carroça com a família visitar um parente em Porto Belo. “Não tinha nada, apenas uma ou duas casas de pescadores, muita plantação de capim gordura e bastante roça de mandioca”. Ali, naquela época já imagina que Itapema seria a terra em que floresceria seus sonhos.

Aos 21 anos, foi se aventurar Brasil afora. O destino foi o Rio de Janeiro, onde trabalhou na construção de postos artesianos. Teve passagens por Belo Horizonte e também Brasília, esta última Russi lembra que estava ainda sendo criada. “Posso dizer que também ajudei a construir”, rememora. Anos mais tarde voltou para Camboriú, com o dinheiro que juntou decidiu empreender e abriu um pequeno frigorifico. A criação de galinha que era simples passou a ganhar volume, porém como era um negócio entre irmãos, e era quase inevitável alguns desentendimentos, decidiu comprar a parte dos familiares.

Visionário e muito corajoso, viu que Itapema tinha um grande potencial na construção civil e mesmo não tendo experiência resolveu se aventurar neste ramo. O primeiro prédio construído por ele recebeu o nome da filha mais velha. Entre muitas obras, a maior delas foi a construção do Shopping Russi Russi. “Eu e meu saudoso irmão Amadeu sentimos a necessidade de ter um espaço destinado às vendas no município que estava começando a se estruturar. Construímos em menos de 50 dias. Vendemos os stands e no primeiro momento não pegou muito. Meu irmão acabou me vendendo sua parte e reconstruir o shopping. Foi uma escolha certa em insistir e de lá para cá já se passaram quase 25 anos”, conta.

Contribuições para Itapema

Muita se engana quem pensa que a contribuição de Antonio Russi se deu apenas na construção civil. Religioso e muito comprometido com as causas sociais, o empresário também desenvolve sua fé por meio de ajuda às pessoas que mais precisam. Quem mora aqui há mais de 15, 20 anos devem se lembrar da campanha Fome Nunca Mais, onde distribui inúmeras cestas às famílias carentes. Tinha também o trailer da saúde, composto por um médico e uma enfermeira que rodava todos os bairros da cidade levando mais qualidade de vida. Russi também construí uma creche que funcionou por muito tempo no bairro Morretes. Ele também construiu a sede da APAE de Itapema.

Encontro com amor

Por traz de um grande homem, sempre existe uma grande mulher. Essa premissa também integra a realidade de Russi. Casado com dona Edir Russi. O matrimonio deu-se aos seus 29 anos. Foi na professora que o empresário encontrou o porto seguro. Edir ficou incumbida de Lar de Idos da família, onde atua há quase 25 anos.