Assassino de advogada passará por exames em hospital psicológico

17
Compartilhar

Feminicídio
No hospital, Paulo será examinado, sendo diagnosticado com transtorno mental, ficará internado, caso contrário, voltara para o presídio de Canhanduba

O advogado Paulo de Carvalho Souza, preso desde a quarta-feira (03/04), foi transferido para um hospital psiquiátrico de custódia. Paulo é réu confesso por ter assassinado a namorada Lucimara Stasiak, também advogada, a facadas na noite do dia 28 de março.

A transferência do preso para o hospital psiquiátrico foi determinado pelo juiz Gilmar Antônio Conte. No hospital, Paulo será examinado, sendo diagnosticado com transtorno mental, ficará internado, caso contrário, voltara para o presídio de Canhanduba.

O caso de Paulo e Lucimara ficou conhecido nacionalmente após o advogado ficar 24 horas negociando com os policiais, ele ameaçou tirar a própria vida antes de se entregar e ser preso. Em carta, Paulo alegou sofrer de surtos psicóticos desde a infância e afirmou passar por um desses surtos no momento em que assassinou Lucimara.

Com informações Visor Notícias