Ato de mulheres pede justiça a mãe e bebê assassinados em Itapema

244
Compartilhar

Praça da Paz

Mulheres itapemenses organizaram uma manifestação pacifica para reivindicar justiça no caso do assassinato de Josi Lopes e seu bebê de três meses, que tiveram suas vidas ceifadas cruelmente, pelo próprio marido e pai da criança. O ato aconteceu no último domingo, dia 27, na Praça da Paz, em Itapema.

Relembre

Desde o início das buscas, o principal suspeito de causar o desparecimento dos dois, era o marido da mulher, pois ela tinha pedido a separação antes de desaparecer. Familiares e amigos ficaram muito preocupados e desconfiaram, pois, ela já havia informado da separação e tinha bloqueado ele nas redes sociais. Também salientaram, que antes dela desaparecer, encaminhou uma mensagem afirmando estar bem.

Conforme divulgado pelo site Visor Notícias, logo após o desaparecimento da vítima, a equipe de “Investigações Criminais de Itapema colheu diversas indícios que apontavam que o investigado teria matado sua ex-companheira e seu filho e ocultado os corpos, inclusive de que estaria mandando mensagem do celular da vítima para tentar enganar os familiares que estavam a sua procura. O Delegado de Polícia representou pela prisão temporária do ex-companheiro, a qual foi rapidamente deferida pelo Poder Judiciário de Itapema”.

Cadeia

A prisão do investigado foi realizada, após diversas evidências incoerentes. O homem confessou o crime e informou que matou a mulher e a criança com envenenamento. Afirmou ainda que a motivação do crime se deu pelo fato de ter descoberto que sua ex-companheira estava se relacionando com outra pessoa.