Coluna Dr. Sullivan George Savaris

215
Compartilhar

Epicondilite lateral

 

O que é epicondilite lateral?

 

A epicondilite lateral ou “tendinite do tenista” é uma inflamação do tecido que liga o músculo do antebraço ao cotovelo. Caracteriza-se por dor na região do epicôndilo lateral (face lateral do cotovelo), onde se localizam tendões, os quais exercem funções de supinação do antebraço e extensão do punho e dedos, principalmente.

 

 

Quais as causas?

 

A epicondilite pode ser causado por movimentos repetitivos do pulso e do braço. Sendo assim, exercer atividades contínuas como por exemplo algumas práticas esportivas tênis e golf ou atividades de carpintaria como outros.

 

Quais sintomas apresentados pela epicondilite?

 

Os sintomas da epicondilite mais comuns são: dor ou sensibilidade sobre o epicôndilo lateral ( lateral do cotovelo), que se irradiam ao longo do braço, podendo ser insidiosa ou repentina, dor que se agrava por pequenos movimentos do cotovelo, podendo incomodar e prejudicar a realização de atividades cotidianas, tais como escovar os dentes, abrir uma porta, escrever ou levantar um copo cheio.

 

 

Como diagnósticas a epicondilite?

 

Para diagnóstico da epicondilite, deve-se procurar um médico ortopedista que realizará várias manobras que irão reproduzir a dor apresentada. Esses testes serão fundamentais para o diagnóstico, que é puramente clínico.

Pode-se ser necessário  radiografias,  ultrassom e ressonância para verificar a gravidade de cada caso.

 

Qual o tratamento indicado?

 

O tratamento inicial é conservador, objetivando o controle da dor. Repouso é recomendado, envolvendo restrições das atividades repetitivas, tanto ocupacional como esportivas, além de mudanças em alguns hábitos da rotina diária. Recomenda-se o uso de bolsa gelo, analgésico e antiinflamatório receitados pelo médico. Caso esse tratamento inicial não dê  o resultado esperado, pode ser realizado infiltração com corticoide e imobilização ou em casos mais agravados indica-se o tratamento cirúrgico.