Coluna Otávio Clos 13/05/2019

85
Compartilhar

Não, não aceito

Que líder é esse?

Em hipótese alguma aceitarei que alguém ofereça nossas mulheres ao mundo como forma de turismo sexual. Somos leões e leoas ferozes, deveríamos, quando se trata de nossos amores. E os outros? Não me venha com uma falta de sensibilidade e equilíbrio fomentar pedofilia, estupro, mesmo que indiretamente, prostituição, tráfico de pessoas. Quando um “líder declara escancaradamente seu despreparo em oratória está pouco qualificado ou altamente mal intencionado”. Já estou me cansando desses argumentos que não contêm embasamento no equilíbrio e razão. Somos um país de desequilibrados que aplaude um “Jim Jones da Guiana” como pombos domesticados ou elefantes maltratados em circos? Tenho filhos e não suportarei disparate que venha os expor, mesmo que sem filhos, temos amores que devem e precisam ser respeitados. O que fizeram da Constituição Federal, querem um mando ou desmando autoritário, “líder que diga o que quer, sem preparo e como quer sem responsabilidade nos enormes e estrondosos prejuízos financeiros e principalmente morais e pessoais”. “Os que quiserem sejam bem vindos para fazer sexo com as mulheres, mas, não nos tornaremos o país do turismo sexual gay, temos famílias”? Isso é uma declaração de profunda irresponsabilidade, desumanidade e irracionalidade, preconceituosa e instigadora de violência é desumano este “senhor que se diz comandar-nos”.

Abandono.

Estamos sem comando, descontrolados, aplaudem o inimaginável, cada um com seus afins, não estou nesta faixa de vibração. O “feminicídio” está com aval de alguns líderes? Se cultuam violência em suas falas e atos legitimam população a sintonia em mesma onda e vibração. Então enviará “projeto para legitimar o assassinato nas fazendas e granjas apoiando-se no “excludente de ilicitude”? Pede ao gerente geral do Banco do Brasil, em rede nacional de televisão para baixar os juros e isso gera prejuízo na “bolsa de valores”, ações do banco caem e depois se recuperam? O que escolheram para nos liderar? A Policia Federal está investigando o partido político PSL e seus líderes por suposto desvio e mau uso de Fundo Partidário de campanha eleitoral. Cadê o motorista Queiroz? Essa moralidade que diziam e querem ter onde está? Os conchavos políticos e financeiros. Quarenta milhões de acertos para deputados, a fim de, aprovarem a reforma da previdência? Farão a tributação das grandes fortunas? Perdoam dividas de grandes instituições financeiras e exploram trabalhador?

Absurdo.

Absurdo admitir e aplaudir, como muitos o fazem, esse que se diz presidir o nosso país e o faz através de redes sociais com argumentos irracionais, vulgares e irresponsáveis? Teremos tempos difíceis. Em quem acreditar se o “sistema jurídico parece estar conivente e tendencioso”? Não aceito que legitimem milícias e sexo comercializado. Não, nossas mulheres e os que fazem parte da diversidade de gênero merecem serem amados e respeitados, não são objetos de consumo, comercializam e descartáveis. Respeito exigimos e equilíbrio desse “líder que parece ter saído da escola primária quando tem dificuldade de articular, formatar e falar frases com concordância gramatical”. Ficar calado seria a melhor opção ou nomear alguém para representa-lo. O tráfico de armas e pessoas se intensifica com o aval em palavras de quem os lidere. A prostituição infantil, homofobia e crimes hediondos se respaldam na figura máxima que afirma legitima-los?

Consumo.

Não, não aceito. Nossas mulheres e aqueles ou qualquer outro que queira viver e ser diferente, não estamos a venda, respeitem-nos. Esta falas irresponsáveis vão tirar, ainda mais, vidas. Pesquise, informe-se. Não seja massa de manobra ou capacho do e de crime.