Construção civil aumenta 300% sua participação no cenário regional

422
Compartilhar

Economia

O desempenho da construção civil no primeiro mês de 2019 revela o que o ano reserva para o setor nas cidades que compõem a base territorial do Sinduscon da Foz do Rio Itajaí: Navegantes, Itajaí, Penha e Piçarras. Juntas, elas fecharam o mês com um saldo positivo de 207 vagas, o que representa aumento de 320% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo positivo nestas quatro cidades foi de 49 vagas. A evolução é considerável, já que em janeiro de 2018 os 11 municípios que compõem a região da Foz do Rio Itajaí somaram saldo positivo de 519 vagas na construção civil, colocando as quatro cidades do Sinduscon como responsáveis – na época – por apenas 9,4% deste total. Em janeiro deste ano, somando o desempenho destes 11 municípios, os números apontam saldo positivo de 567 vagas, o que coloca as quatro cidades da base do Sinduscon como responsáveis por 36% deste montante – um aumento de 300% em participação e representatividade. Os números podem ser encontrados no Portal Setorial da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e se referem aos empregos formais.

Em janeiro deste ano, a construção civil nos 11 municípios da Foz do Rio Itajaí contratou 1.493 pessoas. Destas, 507 foram admitidas pelas empresas sediadas nas quatro cidades que integram a base do Sinduscon da Foz do Rio Itajaí, representando 33% deste montante. Em janeiro de 2018, o total de contratações nos 11 municípios foi de 1.438 pessoas, e o Sinduscon da Foz do Rio Itajaí respondeu por apenas 22% deste total (323 contratações).

Quando analisadas isoladamente, as cidades de Itajaí, Navegantes, Penha e Piçarras mostram ainda melhor desempenho na construção civil. Com exceção de Itajaí, as demais apresentaram saldo negativo de vagas em janeiro do ano passado. Já este ano, todas fecharam o mês com saldo positivo. Em 2018, Itajaí fechou com 74 vagas positivas (contra 170 em janeiro deste ano), seguida de Piçarras com 13 vagas negativas (2018) contra oito positivas (2019), Navegantes com seis negativas (2018) contra 12 positivas (2019), e Penha com seis negativas (2018) contra 17 positivas (2019). Os destaques ficaram com Itajaí, que apresentou crescimento 130% no saldo positivo de vagas no comparativo entre o mês de janeiro de 2018 e o mês de janeiro de 2019, e Navegantes, que revelou crescimento de 50% no saldo positivo de vagas comparando também os mesmos períodos.

Para o presidente do Sinduscon da Foz do Rio Itajaí, Bruno Pereira, os números falam por si. “A pujança da construção civil em nossa região tem sido expressiva, com setor visivelmente aquecido, se modernizando continuamente, investindo em sustentabilidade, qualidade e – principalmente – gerando empregos, divisas e renda. Cientes da importância econômica do setor para a região, temos igualmente participado ativamente das ações que desenham o futuro das nossas cidades, a exemplo da Revisão do Plano Diretor de Itajaí, que o Sinduscon está presente e ativo em todas as discussões. O crescimento sustentável, com qualidade de vida, segurança e conectado com as tendências das cidades modernas, é o que buscamos continuamente”, finaliza.

CENÁRIO EM NÚMEROS

SINDUSCON DA FOZ DO RIO ITAJAÍ

JANEIRO 2019

Contratações

Itajaí – 386

Piçarras – 18

Navegantes – 78

Penha – 25

Demissões:

Itajaí – 216

Piçarras – 10

Navegantes – 66

Penha – 08

Saldo de vagas

Itajaí – 170

Piçarras – 08

Navegabtes – 12

Penha – 17

JANEIRO 2018

Contratações:

Itajaí – 256

Piçarras – 11

Navegantes – 47

Penha – 09

Demissões:

Itajaí – 182

Piçarras – 24

Navegantes – 53

Penha – 15

Saldo de vagas

Itajaí – 74

Piçarras – 13 (-)

Navegantes – 06 (-)

Penha – 06 (-)

REGIÃO DA FOZ DO RIO ITAJAÍ (11 MUNICÍPIOS)

JANEIRO 2018

Contratações: 1.438

Demissões: 919

Saldo de vagas: 519

JANEIRO 2019

Contratações: 1.493

Demissões: 926

Saldo de vagas: 567