Editorial Cleyton Amaral 05/06/2019

17
Compartilhar

Ministros em desserviço à sociedade

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou recentemente que vai “provocar” o Congresso a defender o fim da gratuidade universal do SUS (Sistema Único de Saúde).

“É justo uma pessoa que recebe 100 salários mínimos ter o atendimento 100% gratuito no SUS?”, argumentou.

Que pessoa que recebe 100 salários mínimos procura o SUS para ser atendido, ministro? E não é “gratuidade”, é aplicação dos impostos pagos pelo povo. Em um país desigual como o Brasil, o fim do SUS pode gerar milhares de mortes.

O ministro da educação é contra a educação. O do meio ambiente é contra o meio ambiente e o ministro da saúde é contra a saúde…  Aonde vamos parar?