Escolas da cidade com ginásios condenados

534
Compartilhar

Na Escola Joaquim Vicente de Silveira, no bairro Tabuleiro, em Itapema, o ginásio da escola está em desuso desde fevereiro, no início do ano letivo. Já o ginásio da Escola Francisco Victor Alves, no bairro Morretes, o ginásio está há mais de dois meses parado. Este último está condenado. Agora a pergunta: onde as crianças fazem educação física?

Nossa equipe percorreu algumas escolas municipais da cidade para comprovar uma denúncia recebida na redação por parte de pais e alunos que estão indignados com o descaso com a educação itapemense. Atualmente duas quadras esportivas de dois colégios distintos estão em interditada devido à precariedade em que se encontram. Todos sabemos que um ginásio poliesportivo é de suma importância para a utilização diária de todos os alunos. A educação física, assim como as demais disciplinas curriculares fazem parte do processo de aprendizagem.

No bairro Tabuleiro

O ginásio de esportes da Escola Joaquim Vicente de Silveira sofreu sérios problemas com um vendaval que ocorreu no mês de fevereiro. Isso mesmo, no mesmo, no mês de fevereiro, antes do início da aula e até semana passada estava interditado. Nossa equipe conversou com funcionários da escola que revelaram que o ginásio era novo. Até soou meio estranho se era nova e já apresentou tantos problemas? E porque a demora de mais de quatro meses para arrumar o telhado? Pergunta que os próprios funcionários não sabem responder. Mas uma notícia boa, ainda na semana passada uma equipe já começou a fazer a manutenção, porém os pais e muitos alunos estão reclamando da demora… será que até o final do ano as crianças poderão usar o ginásio??

No bairro Morretes

A situação na escola Francisco Victor Alves é ainda mais perigosa. Sem passar por reformas desde que foi construído, o ginásio da escola está completamente condenado, tanto que há mais de dois meses os alunos estão proibidos de chegarem ao local, que foi isolado por medida de segurança. De longe dá para ver a ferrugem em toda a parte de sustentação das quadras.

Cadê os investimentos?

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura já foram mais de R$ 500 mil investidos na reforma das escolas, porém os ginásios parecem não ser prioridade para a prefeitura. Os pais relatam que as reformar foram apenas superficiais, apenas para tapar o sal com a peneira.

Contraponto

Conforme informação da assessoria de imprensa do município, a reforma do ginásio no bairro Tabuleiro iniciou na semana passada e deve acabar ao longo desta semana que começa. Já o ginásio da escoa Francisco Victor Alves já se encontra em processo de licitação. De acordo com a assessoria, este ginásio está condenado devido à falta de manutenção. Para os pais e alunos só resta esperar para que os ginásios voltem a ter uma finalidade.