Governo de SC inicia vacinação em massa na fronteira com Argentina para conter novas variantes

192
Compartilhar

Ao todo, 25 mil doses precisam ser administradas na população de 18 a 39 anos de dez cidades do Oeste catarinense

Começou na quinta-feira (22) a vacinação em massa contra a Covid-19 nas cidades de Santa Catarina que fazem fronteira com a Argentina. Segundo o governo estadual, a medida busca diminuir o risco de introdução de novas variantes. Ao todo, 25 mil doses precisam ser administradas na população de 18 a 39 anos de dez cidades do Oeste.

As doses estão sendo aplicadas nas cidades de Bandeirante, Belmonte, Dionísio Cerqueira, Guaraciaba, Itapiranga, Paraíso, Princesa, Santa Helena, São José do Cedro e Tunápolis. Para a realização da vacinação, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) solicitou ao Ministério da Saúde (MS) o quantitativo de 24,4 mil doses, que foram enviadas na terça-feira (20).

Julia Cristina da Rosa, estudante de medicina, foi uma das primeiras a tomar a vacina na quinta. Aos 22 anos, ela soube que a cidade de Dionísio Cerqueira estava oferecendo as doses para outros públicos e não perdeu tempo.

“Muitas pessoas não tiveram o privilégio de poder se vacinar e a gente está tendo isso. Então, todos têm que se vacinar, todos têm que vir, isso é muito importante”, disse.”Assim como o Estado, o Ministério Público quer ter transparência e ter em tempo quase que real essa vacinação”, explicou.

Ações similares serão realizada em todos os estados que fazem fronteira com Uruguai, Paraguai, Argentina, Bolívia, Peru, Colômbia e Venezuela, informou a SES.

Quantitativo de doses por município:

Bandeirante: 764 doses
Belmonte: 878
Dionísio Cerqueira: 4.960
Guaraciaba: 3.144
Itapiranga: 6.151
Paraíso: 932
Princesa: 1.043
Santa Helena: 677
São José do Cedro: 4.529
Tunápolis: 1.381
Covid-19 em SC

Santa Catarina registrou 1.098.579 diagnósticos positivos para Covid-19 deste o início da pandemia, segundo boletim de quinta-feira. A doença causou 17.707 mortes. A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 adulto está em 79,89%.