Grávida morre dentro de suposta clínica clandestina de aborto em Itapema

923
Compartilhar

Barbárie

Dois homens foram presos na noite da última quarta-feira (21) após uma jovem de 23 anos, identificada como Caroline Mele Machado Duo, que grávida ser encontrada morta em uma residência no bairro Tabuleiro das Oliveiras, em Itapema. De acordo com informações da Polícia Militar há uma suspeita que a morte tenha sido provocada diante de uma tentativa de aborto.

O crime

De acordo com nota da PM, chegando ao local a guarnição constatou a jovem Caroline Mele Machado Duo, 23 anos, sobre a cama do quarto, com sangue saindo da boca e já sem os sinais vitais. Sinais estes ausentes já constatados pela equipe do SAMU, qual estava no local.

A referida feminina estava em gestação entrando na vigésima sexta semana (6 meses e meio) na residência estavam Carlos Roberto Hoff, 56 anos, locatário da kitnet e Eduardo Kenji Higa, 26 anos, namorado de Caroline.

Eduardo relatou que no dia de hoje ele e sua namorada foram visitar Carlos, um amigo em comum dos dois e no início da noite quando Caroline foi tomar banho, estranharam a demora da mesma, sendo que quando foram verificar, encontraram Caroline desmaiada dentro do Box do chuveiro, com um sangramento vaginal. Após isso Eduardo juntamente com Carlos a levou para o quarto e sobre a cama tentaram reanimá-la, não obtendo êxito.

Carlos, locatário da kitnet, estava muito preocupado com a situação e a todo o momento colocava as mãos sobre sua cabeça. Ele relatou que ajudou Eduardo a levar Caroline para o quarto e iniciou manobras de reanimação cárdicas pulmonares, sendo que após acionou o SAMU. No quarto havia materiais cirúrgicos, e uma garrafa de refrigerante com forte odor de acetona.

O dono do imóvel e namorado foram presos, contaram uma versão que não convenceu os policiais e acabaram presos como os principais suspeitos da morte da jovem. O corpo foi encontrado por volta das 19h30 em um kitnet no bairro Tabuleiro das Oliveiras.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e constatou a morte da jovem identificada como Caroline Mele Machado Duo, encontrada em cima de uma cama. Informações da polícia dão conta também que a gravidez da jovem era de 6 meses.

No local foram encontrados e apreendidos equipamentos cirúrgicos, produtos químicos e medicamentos com suspeitas de uso abortivo. Uma máquina artesanal de sucção também foi apreendida. O relatório da PM informou ainda que os depoimentos dos dois se contradiziam, mas afirmavam que ela teria tido um sangramento no banheiro e desmaiou. No entanto, o banheiro estava limpo no momento em que a perícia chegou. A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local. Os dois homens recebem voz de prisão em flagrante e levados para a Delegacia de Polícia de Itapema.

Investigação

A Polícia Civil está investigando no Litoral a atuação de uma suposta clínica clandestina que fazia abortos em Itapema, situação que teria levado a morte de uma jovem de 23 anos nesta quarta-feira à noite. O caso foi registrado pela Polícia Militar de Itapema e está sendo conduzido pelo delegado regional de Balneário Camboriú, Davi Queiroz. Caso se comprove o crime na investigação, os dois homens detidos podem responder pelos crimes de aborto com consentimento da gestante (com pena de até oito anos no caso em que resulta em morte) e falsificação ou venda de medicamentos não autorizados — com pena de até 15 anos.

Fotos: Divulgação.