Hidratação correta é fundamental para evitar mal-estar e doenças durante o Verão

474
Compartilhar

As altas temperaturas e sensação térmica de quase 50 graus em Santa Catarina é um alerta para a saúde e bem-estar do corpo. A condição favorece a desidratação do organismo e até o agravamento de doenças crônicas, principalmente cardíacas e respiratórias, além do aparecimento de situações como temperatura corporal alta, pele vermelha, quente e seca, pulso rápido, cefaleias, tonturas, confusão mental e até perda parcial ou total de consciência em casos mais graves.

De acordo com o gerente médico do Hospital Marieta, Gustavo Deboni, a hidratação é a nossa principal defesa contra o calor e a ingestão abundante de líquidos é uma das principais formas de prevenir os efeitos adversos do calor. “A ingestão de líquidos não só ajuda a baixar a temperatura corporal, como é essencial para repor a perda natural que ocorre com o suor, que pode ser bastante elevada nessa época”, afirma o doutor.

Ele destaca que apesar de praticamente todo mundo saber, sempre é importante reforçar: a água é a melhor bebida. Se não houver contraindicações, cada pessoa deve ingerir pelo menos dois litros por dia, porém há estudos que indicam que a ingestão correta deve ser calculada por um nutricionista, baseado nos parâmetros individuais.

“Devemos evitar bebidas açucaradas e, principalmente entre idosos e crianças, as refeições devem ser ricas em água e sais minerais, como frutas, verduras e legumes, fracionadas ao longo do dia”, esclarece o médico gerente do Hospital.

É importante também lembrar que nessa época do ano o ideal é usar roupas mais leves, de fibras naturais e cores mais claras, além de chapéus com abas largas e óculos escuros. Evitar a exposição ao sol nas horas de maior calor, entre 10h e 16h, também é essencial para evitar a desidratação. Não esqueça do utilizar o filtro solar e reaplicar o produto na pele, principalmente no caso de exposição prolongada ao sol. Seguindo essas dicas, é só aproveitar ao máximo o Verão e se divertir muito.