O caçador de antiguidades da Meia Praia

60
Compartilhar

Reportagem especial
Tadeu Altamir Granzotto é um colecionador de relíquias. Em um dos quartos de seu apartamento se revela um verdadeiro museu de raridades. Com objetos, livros, moedas, espadas e muitos outros acessórios de épocas passadas.

Cleyton Amaral

Amante de antiguidade, Tadeu Altamir Granzotto, 65 anos, poderia muito bem curtir, merecidamente, a aposentadoria depois de atuar por quase toda uma vida como policial rodoviário federal. Morador do bairro Meia Praia, em Itapema, o lageano escolheu a cidade para viver com a esposa Aida Luzia Granzotto, com que é casado há mais de cinco décadas. Juntos tiveram quatro filhos, e até o presente momento, quatro netos.


Seu Tadeu é um verdadeiro caçador de antiguidades. Ele recorda que sempre gostou de colecionar objetos antigos, coisa que faz com uma incrível maestria. Toda sua coleção, pasmem, é muito bem organizada, cada item é catalogado. Um dos quartos de seu apartamento se transformou num verdadeiro “museu-office”, o espaço ali já é pequeno. Ele sonha poder ter um outro lugar maior, onde mais pessoas possam conhecer e desfrutar de tão deliciosa coleção.

Em 1193, Tadeu fixou residência em Itapema. Uma das coisas que mais gosta de falar é sobre a Bíblia. Evangélico, o morador é também um escritor. Nosso entrevistado conta com mais de 16 mil poesias, destas umas 4 mil são com teor cristão, mas também há poesias de autoajuda, inclusive até biografias de personalidades. Tadeu é um homem letrado. Ele confessou à reportagem que já leu de cabo a rabo o dicionário, tanto que ele também criou uma infinidade de palavras cruzadas. Todo este amor pela escrita o levou a uma cadeira na OATL – Academia de Letras de Tijucas. Porém, um dos sonhos que Tadeu ainda não realizou é ver, uma parte de toda sua obra, materializada em um livro. Sua obra foi toda escrita à mão, tudo com muito carinho e muito bem organizado.

Dentro os inúmeros objetos da coleção do nosso caçador de antiguidades, estão as facas. Ele confessa que é apaixonado por elas, e como não seria diferente, as guardas com muito zelo. Outro item, talvez o mais volumoso de sua coleção, são as moedas. Tadeu é também Numista. Apesar do nome soar estranho aos nossos ouvidos, o numismata é o colecionador de moedas antigas. No seu “museu-office” conta com moedas de mais de 180 países, totalizando mais de 300 quilos de moedas antigas.