Pai e filho que fazem parte do grupo de risco se curam do coronavírus e recebem alta de hospital de Passo Fundo

525
Compartilhar

Vencendo o vírus

Honorino Bassi, 84 anos, e Alceu Antonio Bassi, 61, voltaram para Marau, onde moram. ‘É uma motivação para seguirmos trabalhando’, diz médica.

O alívio com a notícia da cura é motivo de comemoração para qualquer pessoa diagnosticada com a Covid-19. Em Passo Fundo, no Norte do estado, as razões pela festa se multiplicaram, já que dois pacientes que tiveram alta, na última segunda-feira (6), são pai e filho, ambos do grupo de risco do coronavírus.

Honorino Bassi, 84 anos, e Alceu Antonio Bassi, 61, ficaram 15 dias internados no Hospital São Vicente de Paulo. Os agricultores voltaram para Laranjeiras, no interior de Marau, onde permanecem em recuperação.

Antes de sair, porém, arrancaram aplausos e lágrimas dos profissionais da área da saúde quando passaram pelos corredores do hospital.

A alta de dois familiares que estão no grupo de risco, devido à idade, é considerada uma motivação aos médicos. A coordenadora da UTI especial para tratamento da Covid-19, Sabrina Henrich, disse que espera ter nos dois uma inspiração para seguir trabalhando.

Alice Madalena Dalmasso Bassi, esposa de Alceu e nora de Honorino, agradeceu aos médicos, enfermeiros e técnicos, e aproveitou para fazer um alerta às pessoas que minimizam os riscos da doença.

“Nosso desejo é que esse ‘problemão’ passe logo, não atinja mais vidas. Que as pessoas cuidem da higiene das mãos, que fiquem em casa e, quando precisarem sair, que tenham os cuidados necessários. Temos que nos unir nesse momento”, afirmou Alice.

Com informações G1/RS