13.9 C
Itapema
sábado, julho 13, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaColuna Pelo EstadoPelo Estado 23/08: A harmonia entre Alesc e Governo do Estado

    Pelo Estado 23/08: A harmonia entre Alesc e Governo do Estado

    Em:

    Em Destaque

    O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Mauro de Nadal (MDB), deu entrevista na manhã desta terça-feira, 22, e falou sobre as prioridades e projetos da Casa para este segundo semestre de 2023 sendo, uma delas, a questão da segurança nas escolas. No último mês, Nadal acompanhou as Missões que foram realizadas na Colômbia e São Paulo e, ainda durante as viagens, já se mostrava bastante entusiasmado com os modelos de projetos aplicados naqueles locais, Hoje, ele voltou a repetir que o balanço foi positivo e informou que, no momento, o Comitê de Operações Integradas de Segurança Escolar (Comseg Escolar) segue com trabalhos internos, compilando as informações e estudando a aplicação dos projetos que poderão ser implantados no Estado e talvez até pela iniciativa privada. A expectativa é finalizar este tema até o mês de outubro, para que ele seja apreciado pela Casa e votado até o final do ano.
    Para o segundo semestre, Nadal afirmou que estarão em pauta diversos outros projetos na Alesc que são apresentados pelos próprios deputados, mas já é claro que o parlamento está sempre à disposição dos grandes temas trazidos pelo Governo do Estado, com o qual a relação está em harmonia e alinhamento, haja vista a celeridade com que tramitou e foi aprovado o programa Universidade Gratuita. 

    O próximo na mira dos deputados é o Estrada Boa, lançado no último mês por Jorginho Mello (PL), e que prevê 60 obras em todas as regiões de Santa Catarina, com um total de investimento de R$ 2,165 bilhões, dos quais R$ 1,5 bilhão em obras estruturantes e R$ 665 milhões em revitalização. Mas o governador, pelo jeito, não terá muito com o que se preocupar, já que Nadal aproveitou e mostrou sua simpatia pelo programa.

    Mais um pedido de renúncia

    image 8
    Foto: Arquivo pessoal

    Ontem falamos aqui na Coluna sobre os prefeitos que renunciaram após serem presos pela Operação Mensageiro. Hoje, já precisamos atualizar o número. Já não são mais cinco, e sim, seis prefeitos que renunciaram ao cargo, porque Luis Antônio Chiodini (PP), de Guaramirim, que foi preso no início do mês e teve o pedido de impeachment negado pela Câmara, protocolou ontem o pedido na Câmara Municipal. Só esta semana, os prefeitos de Corupá, Luiz Carlos Tamanini (MDB), e de Schroeder,  Felipe Voigt (MDB), também fizeram o mesmo. Os três seguem presos.

    Mobilidade 

    A dificuldade de transitar entre as cidades do Litoral Norte de Santa Catarina foi o principal assunto da segunda reunião do conselho formado por empresários e poder público da região. Presidido pela empresária Gabriela Kelm, o encontro da última segunda-feira (21) teve a participação da deputada estadual Paulinha (Podemos), do deputado federal Jorge Goetten (PL), do presidente da Amfri e prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Muller, além de outros prefeitos e lideranças empresariais. Entre as propostas defendidas pelo conselho estão o Corredor Litorâneo, que prevê uma rodovia paralela à BR-101 entre Joinville e Biguaçu. Outra iniciativa é o Promobis, que conta com três obras principais: o túnel submerso para interligar Itajaí e Navegantes, um sistema de transporte integrado com ônibus elétrico entre os municípios e a mobilidade ativa em Balneário Camboriú.

    Tecnologia

    O Governo anda aproximando-se do setor produtivo para construir políticas públicas de desenvolvimento do Estado. Esta semana, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, esteve em Brusque, em visita a empresa Zen S.A, reconhecida pelos investimentos em inovação no setor de metalurgia. Em agenda com o CEO da empresa, Gilberto Heisemann, ele falou sobre as iniciativas do Governo nos próximos anos. Fett também apresentou as ações previstas no programa Santa Catarina Inovadora e falou sobre a discussão da modernização do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), criado há 35 anos.

    Livro 

    O advogado Guilherme Juk Cattani, de Balneário Camboriú, lança seu livro ainda este ano, cujo assunto é inédito no mercado brasileiro: a harmonização facial. Guilherme é um dos principais advogados da área de estética na América Latina. E motivos não faltam. O Brasil é o segundo maior mercado de HOF, como a área é chamada. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, nos últimos anos o número de procedimentos de harmonização facial subiu de 72 mil para 256 mil ao ano. 

    No Google Trends, ferramenta que monitora as tendências do buscador, as pesquisas pelo termo “harmonização facial” cresceram 540% somente em 2020.

    > Clique aqui para ver a coluna Pelo Estado  PE_23.08.2023

    Produção e edição
    Por Celina Sales para APJ/SC e ADI/SC
    Contato: peloestado@gmail.com

    Cidades