15.4 C
Itapema
sábado, julho 13, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaColuna Pelo EstadoPelo Estado Entrevista – Kita Xavier, presidente do CreaSC

    Pelo Estado Entrevista – Kita Xavier, presidente do CreaSC

    Em:

    Em Destaque

    “A inovação é o caminho que levará nossa profissão a patamares mais elevados e estamos no caminho certo”

    Kita Xavier, presidente do Crea SC

    Pela primeira vez na história, profissionais de todo o país puderam votar pela internet e escolher os representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua para o próximo triênio. A eleição ocorreu em todas as regiões e o engenheiro civil e segurança do trabalho Kita Xavier foi reeleito para presidente do CREA-SC Gestão 2024/2026.

    Ele conversou com a Coluna e falou sobre seus projetos, o trabalho que vem realizando e suas perspectivas para os próximos três anos. Confira:

    Pelo Estado – O senhor acaba de ser reeleito para presidir o Crea-SC pelos próximos três anos. Entre suas propostas está proporcionar bolsa de pós-graduação aos profissionais via UNICREA e aproximar o Sistema com o MEC, com o objetivo de melhorar as matrizes curriculares para garantir a qualidade do ensino; promover convênios com empresas de estágios e mentorias para o jovem profissional. Como o senhor pretende colocar tais propostas em prática?

    Kita Xavier – Tenho focado minha gestão na valorização e qualificação profissional por meio do fortalecimento da fiscalização do exercício ilegal da profissão e de ações para o aperfeiçoamento técnico. O que estamos propondo é seguir com o trabalho que já está sendo realizado. Hoje a universidade corporativa do Crea-SC, a Unicrea, é uma realidade, a plataforma oferece mais de 180 cursos gratuitos para profissionais, colaboradores e estudantes do programa CreaJr. O objetivo é evoluir nas parcerias para oferecer especialização em áreas que o mercado necessita. Ainda com esse olhar para o mercado de trabalho, desenvolvemos o programa CreaJovem, para dar suporte aos profissionais recém-formados, oferecendo, por exemplo, gratuidade e descontos em softwares relevantes. Outro ponto importante é a aproximação do Sistema com o MEC, objetivando revisar as matrizes curriculares com intuito de cada vez mais formar profissionais qualificados e com capacidade técnica para garantir segurança para a sociedade.

    PE – Sua gestão 2021/2023 teve foco na inovação. Quais foram os principais projetos postos em prática com este viés?

    KX – Acredito profundamente que a inovação é o caminho que levará nossa profissão a patamares mais elevados e tenho certeza que estamos no caminho certo com projetos como o Inova Crea, que tem o objetivo de conectar pessoas e organizações públicas e privadas, fomentando a cultura de inovação para o desenvolvimento de soluções diversas. Destaco a assinatura do convênio com a ACATE para atuar como um hub de conexões e oportunidades, gerando novas tecnologias e contribuindo para o desenvolvimento de grandes empresas e startups. Criação de coworkings, ambientes colaborativos espalhados por Santa Catarina, com a Acate, através do Linklab e o Orion Park para incentivar a criatividade e o empreendedorismo, com foco em impulsionar a inovação.

    PE – Quais desafios o senhor prevê que virão pela frente neste mandato?

    KX – Dentre as propostas para nova gestão destaco a aproximação com as empresas registradas no Conselho com a criação de um conselho consultivo,  movimentação que irá nos aproximar ainda mais do mercado e dos profissionais. O objetivo é identificar as necessidades e desafios dos profissionais que estão no mercado de trabalho. A modernização dos trabalhos da fiscalização com a busca de novas tecnologias para coleta de dados e controle de atividades, aperfeiçoando os resultados já obtidos; aumento de recursos para eventos de valorização profissional e promoção de convênios com empresas de estágios e mentorias para o jovem profissional, também serão desafios, entre outros.

    PE – Qual o papel do Conselho no desenvolvimento do Estado?

    KX – O agronegócio, a construção civil, a indústria metal-mecânica são alguns dos setores que contribuem significativamente para a economia de Santa Catarina e todos eles empregam profissionais do Sistema. E o Crea-SC é órgão que tem a missão de valorizar os profissionais e a engenharia catarinense, reafirmando a autoridade técnica nos serviços e processos que envolvem a dinâmica da vida na cidade e no campo. No momento do despertar até a hora de dormir, temos contato com diferentes frentes de atuação da engenharia. Seja por meio da industrialização dos alimentos que ingerimos, do meio de transporte que utilizamos para locomoção ou até mesmo através da construção do nosso lar. A engenharia está em tudo. Os profissionais da engenharia, agronomia e geociências possuem uma participação importantíssima na qualidade de vida das pessoas, pois suas atividades geram bem-estar e segurança.

    PE – Em números qual o tamanho do Crea-SC hoje no Estado?

    KX – Somos um dos maiores conselhos profissionais do estado, o Crea-SC está com 75.322 profissionais aptos a atuarem em Santa Catarina (com registro ou visto), taxa de crescimento de 5,8% em relação ao ano anterior. Em relação ao registro de empresas, atingimos a marca de 20.185, aumento de 7,7%, com destaque para os municípios de Araranguá, Chapecó, Xanxerê, Itajaí, Jaraguá do Sul, Lages, Rio do Sul e São Joaquim, regionais que estão com crescimento acima de 10%. Referente ao número de Anotações de Responsabilidade Técnica – ART, no mês de outubro atingimos um recorde histórico com 40.402 ARTs registradas no mês.

    > Clique aqui para ver a coluna Pelo Estado PE_entrevista_10-12-2023

    Produção e edição
    Por Celina Sales para APJ/SC e ADI/SC
    Contato: peloestado@gmail.com

    Cidades