Pergunte ao Doutor: é tempo de virose

696
Compartilhar

#entrevistão

Está aberta a estação dos piriris! Entenda por que o ataque de alguns vírus e outros inimigos é mais comum no verão e o que fazer para escapar deles na nossa série especial “Pergunte ao Doutor”.

Cleyton Amaral

Voltamos com a nossa série de reportagens sobre saúde, o “Pergunte ao Doutor”. Na manhã de ontem, quarta, dia 09, nossa equipe conversou com Dr. Clício J. Dezorzi, da Clínica Revitalité, na Meia Praia, em Itapema. O foco do bate-papo foram as conhecidas viroses de verão ou gastroenterites. Nosso especialista alerta que este processo bacteriano está ligado diretamente a uma questão sanitária.

De acordo com o Dr. Clício, neste ano, uma característica diferente vem sendo notada pelos profissionais da saúde. Muitos pacientes estão apresentando o quadro de icterícia (uma coloração amarela dos tecidos e das secreções orgânicas), aliado com febre. Dr. Clicio, que além de atender em Itapema, no hospital Santo Antônio e na sua clínica, também atua no Hospital e Materindade Marieta Konder Bornhaunsen, em Itajaí, identificou a presença de uma possível bactéria, além do tradicional vírus. Uma bactéria encontrada na urina e nas vezes humanas. Ou seja, muitos banhistas estão usando o mar para fazer suas necessidades fisiológicas. O médico também alerta para cuidados maiores com as crianças e idosos, que são as mais suscetíveis e a melhor forma de evitar o quadro é com o cuidado com a higiene e com o armazenamento de água e alimentos.

Sazonalidade

Para o médico, as viroses se espalham mais facilmente nesta época porque as pessoas deixam de lado certos cuidados que tomam mais frequentemente no inverno, como usar álcool gel ou lavar as mãos mais vezes, depois de espirrar ou apertar a mão de outras pessoas, andar de ônibus, etc. Na praia, inclusive, estes cuidados também devem ser observados, pois todo local com aglomeração de pessoas, mesmo que ao ar livre, viabiliza a disseminação de vírus e bactérias.

Sintomas

Febre

Enjoo

Diarreia

Vômitos

Dores abdominais

Perda de peso

Perda de apetite

Desidratação.

Tratamento de Gastroenterite

Se for causada por vírus, a gastroenterite pode passar sozinha e o tratamento serve apenas para amenizar sintomas e repor a perda de líquidos. O mesmo acontece em alguns tipos de bactérias. Mas é importante lembrar que medicamentos que combatem a diarreia só podem ser tomados com orientação médica.

Dependendo do tipo de bactéria, pode ser necessário tomar antibióticos ou outros medicamentos e – em casos mais graves –

Pessoas com desidratação em grau moderado a grave também podem precisar de tratamento intravenoso para repor líquidos no organismo.

Prevenção

Lavar as mãos cuidadosamente é uma das principais formas de evitar a transmissão da gastroenterite. Frutas e vegetais também precisam ser bem lavados antes do consumo.

É importante evitar consumir alimentos em restaurantes e estabelecimentos que não tenham higiene adequada. Maionese, molhos e outros alimentos altamente perecíveis devem ser refrigerados na geladeira respeitando o prazo de validade. É comum o arroz japonês, por exemplo, acumular bactérias por ficar muito tempo misturado com maionese fora da geladeira.

Alimentos devem ser consumidos preferencialmente cozidos, principalmente ovos. A higiene da casca também é indicada para evitar contaminação.