Pergunte ao Doutor: Obesidade, emagrecimento e aceleração do metabolismo

1074
Compartilhar

Série de reportagem

Na nossa quarta reportagem da série especial “Pergunte ao Doutor”, voltamos a entrevistar com o médico Haroldo Andrade Oliveira. O tema da conversa foi a aceleração do metabolismo, obesidade e emagrecimento. Um bate-papo muito interessante, confira.

Cleyton Amaral

Você já ouviu a expressão: “acelerar o metabolismo”? Essa frase é muito comum, especialmente para pessoas que buscam perder peso. Mas você sabe o que ela significa? Se você não sabe, não se preocupe, vamos te explicar. Para isso, conversamos novamente com o médico Haroldo Andrade Oliveira, que possui uma clínica na Meia Praia, em Itapema.

 

“O verdadeiro tratamento para emagrecer é a reeducação alimentar a nível cerebral”, sentencia Dr. Haroldo. Conforme explicação do médico, existem três fases de nossa vida em que se tem muita sintetização de proteínas. No primeiro ano de vida, quando dobramos o tamanho e o peso. Dos 5 aos 8 anos, quando se tem o primeiro “espichão”. Depois dos 11 aos 15, quando ocorre o segundo “espichão”, a partir daí é só manutenção, pois o nosso corpo tem a necessidade de se renovar em tempos em tempos. Mas quando uma pessoa ingere grandes volumes de alimentos, acaba transformando tudo em gordura, uma vez que a célula não sintetiza mais em proteína, isso a grosso modo pode-se chamar de metabolismo, que a capacidade do corpo de transformar as calorias dos alimentos na energia para viver.

Dr. Haroldo explicou o processo para nossa reportagem

Segundo Dr. Haroldo, a obesidade tem um grande fator psicológico, que é a compulsão por se alimentar. “Muitas vezes as pessoas acabam comendo demais por causa destes fatores (ansiedade, tristeza, depressão), tendo a falsa impressão que a comida seria o resultado para estas mazelas. Esta é uma das chaves que fazem as pessoas excederam a alimentação pela boca. No caso dos homens, a obesidade muitas vezes vem acompanhada de uma pressão arterial alta, além da glicemia. Quando se vai tratar a obesidade, precisa também levar em conta o perfil psicológico do paciente”, alerta o doutor. Uma das maneiras para começar a se tratar é cortando os carboidratos rápidos (açúcar, massas de trigo, mandioca, milho, o arroz), pois depois de uma certa idade, o corpo, como não sintetiza mais em proteína, acaba virando gordura. Depois dos trinta anos, o metabolismo tem uma desacelerada, principalmente em mulheres que já tiveram filhos.

Quando a pessoa começa a acelerar o metabolismo, os resultados aparecem logo. O paciente pode chegar a perder de 5 a 8 quilos em uma, duas semanas. Isto, segundo o médico, estimula muito o paciente. O processo de aceleração do metabolismo com o Dr. Haroldo dura em torno de 60 dias, pois é necessário acompanhar o paciente para ver se ele realmente está aderindo ao tratamento, antes é necessário fazer uma investigação na saúde para evitar problemas (no caso das mulheres uma das coisas analisadas é a tireoidite de hashimoto. Este acompanhamento também se dá para ver se o nível de aceleração está de acordo com o paciente.

Alimentos

Alguns alimentos são ótimos para acelerar o metabolismo. Eles são chamados de alimentos termogênicos e têm como grande característica a capacidade de provocar a aceleração do metabolismo, apresentando resultados na perda de peso. Existem algumas opções bem simples e fáceis de encontrar em mercados e lojas de suplementos alimentares. Cafeína, chá verde, pimenta e canela são alguns exemplos desse tipo de alimento. A adição do seu consumo à dieta pode trazer resultados surpreendentes desde que o restante da alimentação seja correto e aliado à pratica de exercícios físicos.

Serviço

HAO Clinica Dr. Haroldo Andrade Oliveira

Endereço: R. 298, 228 – Meia Praia, Itapema

Telefone: (47) 3517-0861.