Pitbull vítima de maus tratos em itapema é encontrado sem vida

126
Compartilhar

Justiça pelo Thor

 

Uma situação de maus tratos contra um animal acabou não tendo um final positivo em Itapema. Após uma notificação realizada pelo Grupo de Operações e Resgates – GOR na última sexta-feira (04) a um proprietário de um cão da raça Pitbull no bairro Morretes, o animal foi encontrado sem vida na terça-feira (08) em um terreno baldio no município de Porto Belo.

 

Da redação

 

Na última sexta-feira (04), o GOR (Grupo de Operação e Resgate) foi acionado para verificar denúncia de maus tratos contra um cão no bairro Morretes, em Itapema e no local a equipe visualizou o animal que estava desnutrido e com um abcesso no ânus. A equipe, junto com a médica veterinária do Grupo deixou uma notificação no portão, uma vez que o proprietário não estava na residência. A equipe deu o prazo de 24 horas para o proprietário levar o animal a um veterinário.

No sábado (05), uma protetora entrou em contato com a equipe do GOR informando que o animal não estava mais na residência então, começou a busca pelo cão.

Na segunda feira (07), houve uma manifestação realizada pelas Protetoras de animais de Itapema, equipe do GOR, representantes do Canil municipal. O proprietário do animal estava na residência e atendeu os manifestantes, informando naquele momento que havia levado o animal para o Rio Grande do Sul para ficar na casa de um conhecido. No ato, foi solicitado algumas informações do paradeiro do animal para conferência.

Na terça-feira (08), o Grupo de Operações e Resgate GOR em conjunto com a Polícia Civil de Itapema foram novamente até a residência onde o animal estava na sexta-feira passada, afim de buscar mais informações sobre o paradeiro do animal. O proprietário do animal e seu amigo, que supostamente teria levado o animal para o estado do Rio Grande do Sul, foram intimados a prestar depoimento.

Falso depoimento na delegacia

A todo tempo os dois afirmavam que o animal estava no Rio Grande do Sul. A equipe entrou em contato com a fundação do meio ambiente do município de Mato Leitão, no Rio Grande do Sul, uma equipe da prefeitura foi até o local, verificando que o anima não estava lá. Na delegacia, o proprietário do animal confessou que desovou o corpo do animal no município de Porto Belo, em um matagal, mas que o animal morreu de morte natural. O proprietário não informou a polícia o porquê de estar mentindo tanto tempo.

O proprietário levou a equipe do GOR e da Policia Militar até onde tinha desovado o corpo, e foi confirmado se tratar do corpo do THOR, o corpo foi recolhido para destino adequado.

Agradecemos o apoio da Policia Civil de Itapema, Canil Municipal, do grupo Protetoras em Ação e da Polícia Militar. Cada instituição e pessoas envolvidas neste caso se dedicaram muito para que o caso fosse solucionado, infelizmente com um final triste, pois foi perdido mais uma vida. O proprietário do animal responderá pelo crime de maus tratos contra animais conforme a Lei 9.605/98. Art. 32, e recebera uma multa administrativa da Fundação do Meio Ambiente de Itapema – FAACI.

 

Protetoras em ação

“Nós queremos justiça pelo Thor e por todos esses cachorros que sofrem maus-tratos e não têm voz que falem por eles. Infelizmente o proprietário não foi preso o que seria o certo mais responderá pelo crime de maus tratos contra animais conforme a Lei 9.605/98. Art. 32, e recebera uma multa administrativa da Fundação do Meio Ambiente de Itapema – FAACI.

 

Queremos aqui agradecer o empenho da Suelen do Canil Muncipal, grupo de resgate Gor, Polícia Civil e Militar de itapema, infelizmente foi tarde para o Thor Mais vamos lutar por justiça

 

 

 

Fala, povo

 

Na internet, muitos itapemenses se revoltaram com a situação de maus tratos sofrido pelo pobre do animal, confira algumas opiniões

Andréia Cabral – O sujeito que pega um cachorro e deixa o bicho chegar a esse ponto, todo cheio de machucados profundos, passando fome e ainda mata o coitadinho para se livrar de uma acusação merece o pior que essa vida pode dar.

Silvana Nena – Olha minha opinião, quando o pessoal foi a primeira vez no local já deviam ter retirado o cão de lá, se o proprietário o deixou chegar nessa situação até o momento, não seria em 24 horas que faria diferente. Espero ao menos que seja autuado e pague multa por omissão nesse caso.

Vanderléia Krieger – Isso é revoltante, não dá para deixar esse tipo de coisa acontecer. Vai lá, paga uma fiança e sai. Daqui a pouco vai compra ou adota outro pet. Não tem como bancar e deixa às minguas ou faz como fez com o Thor, mata. Cadeia já sem fiança.

Diandra Borba – Olhando assim, parece que foi morto enforcado! E não de causa natural. Pelo inchaço da região perto do pescoço! Revoltante saber que uma pessoa possa maltratar o seu próprio animalzinho de estimação, se não queria mais ele porque não doou?

Talita Jéssica – Me perdoe se eu estiver errada, mas não me parece morte natural dá pra ver machucados no pescoço, braços e nas patinhas dele, dá impressão que ele se bateu até morrer tentando se salvar que Deus lhe pesem a mão, e que a justiça seja feita.