PM acusado de agredir morador de rua volta ao trabalho

576
Compartilhar

Porto Belo

O policial militar flagrado em um vídeo agredindo um morador em situção de rua voltará as atividades. O PM passou por avaliação médica e psicológica e considerado apto ao trabalho. O comando da PM abriu inquérito militar para apurar se houve excesso no atendimento a ocorrência. O prazo é de 40 dias. Cofira a íntegra da nota.

NOTA PARA IMPRENSA

Acerca dos acontecimentos veiculados em vídeo que circulou nas redes sociais sobre o atendimento de uma ocorrência policial no municipio de Porto Belo, tenho a informar o seguinte:

Na última segunda-feira, o policial militar foi submetido a uma avaliação médica e psicológica. O parecer médico subsidiou o retorno do policial militar às atividades inerentes a função dele.

Na qualidade de comandante do 12º Batalhão, com autoridade de polícia judiciária militar prevista no código de processo penal militar, determinei a instauração de um inquérito policial militar para apurar responsabilidades.

O inquérito tem 40 dias para ser concluído. Findada as diligências, o procedimento será encaminhado à 5ª vara criminal da comarca da capital, órgão especializado do Poder Judiciário para processar e julgar os militares estaduais.

Ten Cel Evaldo Hoffmann Jr

Comandante do 12° BPM