POLÍCIA CIVIL DE ITAPEMA ALERTA SOBRE GOLPES EM APLICATIVOS DE COMPRA E VENDA

360
Compartilhar

 

Com o aumento de vendas e compras em plataformas digitais uma das fraudes mais comuns atualmente é o golpe do falso pagamento. Em resumo, o comprador é, na verdade, um fraudador que finge ter realizado o pagamento e retira o produto sem realmente ter pago por ele.

O aumento de casos tem chamado atenção da polícia, e para evitar cair nas mãos de estelionatários é preciso estar atento antes de adquirir ou vender algum bem pela internet.
Policiais orientam que é preciso sempre desconfiar de valores oferecidos muito abaixo do mercado . Desconfie também de solicitações de urgência ou pressa. Quando for mostrar ou ver o produto, converse com a pessoa sobre as tratativas, principalmente acerca dos valores .

Se você é o comprador, certifique-se sobre os dados bancários repassados pelo suposto vendedor, pesquisando a agência informada (basta digitar no Google, por exemplo: “agência e o Banco” e se o nome do titular da conta corresponde ao proprietário do produto (veja nota fiscal ou outro documento que comprove a propriedade)
Se a agência for de outro estado e/ou o nome do titular da conta não corresponder com o nome do legítimo proprietário, desconfie e não efetue a transação.

Analise o produto pessoalmente e converse sobre a situação do produto (nota fiscal ou outro documento de propriedade, eventuais multas, etc).

Se você é o vendedor, não transfira ou não assine qualquer documento e não entregue o produto, antes de ver se o valor foi creditado na conta bancária conferindo seu extrato.
Não acredite apenas em comprovantes enviados por WhatsApp, consulte seu extrato bancário.

Se o contato for por ligação, grave-as por meio de aplicativo.
Caso caia em algum golpe procure uma Delegacia de Polícia Civil e registre um Boletim de Ocorrência, apresentando os áudios, prints do diálogo, comprovante de pagamento (transferência, depósito, etc.). E também a URL (link) da página que foi feita a transação com o nome do perfil, o número do telefone e demais dados que apareciam no anúncio.

Colabore com a Polícia Civil. Faça sua denúncia anônima por meio do número 181.