Ponte do Rio Perequê está comprometida, diz vereador

189
Compartilhar

Ligação Itapema/Porto Belo
Os municípios irão restringir o trafego de veículos com até 20 toneladas. De acordo com o parlamentar portolebense Francisco Scottini (PP), último laudo foi feito há mais de 10 anos.

O vereador Francisco Scottini (PP) pediu à mesa diretora da Câmara de Porto Belo que envie ofício ao prefeito Emerson Stein pedindo informações sobre a situação da ponte do Rio Perequê, na divisa entre Porto Belo e o bairro itapemense da Meia Praia.

Segundo “Kiko”, um laudo feito há doze anos indicou que a estrutura da ponte está comprometida. De lá para cá, afirma o parlamentar, nada foi feito. Ele ainda salientou que a situação tende a se agravar em virtude do aumento do tráfego de veículos pesados sobre aquele acesso, ocasionado pelo crescimento da construção civil no bairro Perequê.

“Temos que ter cuidado, para que depois não aconteça alguma coisa e alguém pague com a vida, o que é triste”, alertou o vereador do PP.

Responsabilidade das duas cidades

A manutenção da ponte do Rio Perequê é de responsabilidade dos municípios de Porto Belo e Itapema, conforme estabelecido por decreto do governo estadual datado de quase vinte anos. Desse modo, as obras de manutenção do equipamento precisam ser feitas em conjunto, por meio de um convênio entre as duas prefeituras. Em 2010, o executivo de Itapema chegou a realizar um laudo, mas nenhuma medida adicional foi tomada.

Kiko explicou na tribuna que relatou o problema ao deputado estadual Milton Hobus (PSD), o mesmo que auxiliou no repasse de R$ 220 mil da Defesa Civil de Santa Catarina para as obras de reconstrução da ponte sobre o Rio da Vina, no centro de Porto Belo, que havia sido interditada em 2016. Hobus solicitou um laudo e se comprometeu a ajudar.

O vereador, entretanto, disse ter levado a informação à Defesa Civil no município e foi informado de que as providências já estavam sendo tomadas. “Só que eu quero respostas: que tipo, onde está e qual o andamento”, finalizou Scottini.

Tráfego na ponte será limitado em 20 toneladas

A ponte que liga Itapema a Porto Belo terá o trafego limitado a veículos com até 20 toneladas. A medida preventiva foi tomada após uma reunião entre os representantes da Defesa Civil das duas cidades com a Defesa Civil Estadual realizada na tarde da última quinta-feira (04/04).

Segundo laudo de 2010 feito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e parecer técnico pelos engenheiros das duas cidades, a ponte apresenta problemas estruturais e recomenda a limitação de tonelagem. A sinalização do novo limite deverá ser providenciada nos próximos dias.

“Estamos acompanhando de perto a situação da ponte que liga as duas cidades. E por recomendação do órgão estadual estamos limitando o tráfego para até 20 toneladas evitando assim o agravamento das patologias. Pedimos que a população respeite”, afirmou o Diretor da Defesa Civil de Itapema, Cabo Motta.