Prefeito Emerson Stein comemora nova fase de Porto Belo

1155
Compartilhar

Entrevistão

Em uma entrevista exclusiva ao jornal A Hora, o chefe do Executivo portobelense fala da nova fase do município, das benfeitorias realizadas durante o seu governo e ressalta que a gestão é um trabalho de toda uma equipe comprometida em lutar por uma cidade melhor.

Da redação

O município de Porto Belo é o mais velho da Costa Esmeralda e umas das cidades mais belas do litoral brasileiro. Abriga algumas das praias mais concorridas de Santa Catarina e do Brasil. A população nativa conserva as tradições dos antepassados, com destaque para o folclore do Boi-de-Mamão, o Terno de Reis e a Queima de Cruzes. Durante o verão, muitos cruzeiros marítimos, de passagem pelo litoral catarinense, ancoram para que os passageiros visitem a cidade que proporciona um dos melhores roteiros turísticos. Para comemorar estes 187 anos, nossa equipe traz um entrevistão com o atual prefeito, Emerson Stein.

Prefeito Emerson, você ver o município de Porto Belo depois da sua gestão?

Porto Belo cresce a cada dia e estamos extremamente felizes com isso, pois a população merece o melhor. Nosso município está em constante desenvolvimento. É uma cidade em que os empresários estão querendo investir e que as pessoas querem vir morar. Gostaria de salientar e reforçar que a gestão é de toda uma equipe, que junto comigo e o professor Elias, nosso vice-prefeito, luta por uma cidade melhor.

O governo está no seu terceiro ano, muitas melhorias foram realizadas pela atual administração, o senhor pode elencar algumas?

Sem dúvidas a pavimentação asfáltica da Avenida José Neoli Cruz, que liga o bairro Alto Perequê até Santa Luzia, foi o ponto alto deste ano de 2019. Estamos dando início também à pavimentação da Rua Pedro Romão, que liga o Alto Perequê à BR 101 e o trecho três da Avenida Hironido Conceição dos Santos. Iniciamos as obras de revitalização da Rua João Manoel Jaques, importante para o turismo no bairro Perequê e realizamos o tão sonhado calçamento no bairro Sertão de Santa Luzia. Tudo neste ano.

Continuamos na busca por recursos para a realização de mais obras e temos muitos projetos em andamento, em diferentes áreas do Governo. Uma ação importante realizada nos últimos dias foi a entrega de aparelhos auditivos para pacientes que estavam há anos na fila de espera, realizada pela Secretaria de Saúde. Os aparelhos auditivos foram entregues através do projeto Ouvir Mais e o investimento foi de R$30 mil.

Mês de outubro é sinônimo de festas em SC. Aqui na Costa Esmeralda temos o tradicional Festival do Camarão. O que a comunidade pode esperar para este ano?

O Festival do Camarão de Porto Belo já se tornou uma festa querida em toda a região. Para nós é uma satisfação ver esta festa crescendo tanto e este ano, com a terceirização, economizamos metade do valor que foi investido no ano passado para a realização do evento e ainda conseguimos trazer shows nacionais e ampliar a estrutura. Queremos convidar os moradores de Porto Belo, de Itapema, Bombinhas e toda a região para que participem deste momento com a gente, curtam o Festival do Camarão, uma festa preparada com muito carinho para toda a família.

 

 

O povo de Porto Belo é hospitaleiro, guerreiro e muito honesto. Terra de gente que ama o mar. O senhor poderia aproveitar e deixar uma mensagem a estes bravos moradores.

Vivemos um momento importante, com a chegada de grandes empresas, geração de empregos e crescimento da economia e por isso tudo precisamos comemorar. Porto Belo completa 187 anos em estado de crescimento e vimos cada vez mais pessoas orgulhosas em morar aqui. Nosso trabalho, desde o início foi fazer com que as pessoas tivessem carinho por Porto Belo e neste mês de outubro vamos demonstrar todo o nosso amor e orgulho por morar aqui. Quero que o amor que eu sinto por essa cidade possa transbordar e chegar a cada um de nossos moradores. Temos que ter orgulho de morar nesta cidade linda, que já passou por tantas dificuldades, mas que possui famílias, nascidas neste ou em tantos outros lugares, que nunca desistiram de lutar para fazer de Porto Belo um lugar muito melhor. Porto Belo é exemplo de luta, dedicação e muito amor. Estando à frente da Administração Municipal, quero reforçar que eu, o nosso vice-prefeito professor Elias Cabral e toda a equipe continuaremos lutando por Porto Belo,  que merece sempre muito mais.

OLHO

Quero que o amor que eu sinto por essa cidade possa transbordar e chegar a cada um de nossos moradores. Temos que ter orgulho de morar nesta cidade linda, que já passou por tantas dificuldades, mas que possui famílias, nascidas neste ou em tantos outros lugares, que nunca desistiram de lutar para fazer de Porto Belo um lugar muito melhor.

Um pouco da história

Logo após o descobrimento do Brasil, a região da Enseada das Garoupas, muitas vezes foi visitada pelos portugueses, na tentativa de ocupar e colonizar suas terras. Esta terra porém não era rica em jazidas de ouro, o grande interesse da coroa portuguesa na época. Relatos dos navegadores eram sempre os mesmos “pobres em mina de ouro, as serras são muito próximas do mar, sendo suas terras alagadiças e impróprias para a agricultura”. Mas não deixam nunca de descrever a existência de uma enseada de águas tranquilas e navegáveis, aninhando em suas águas uma pequena ilha nesta enseada, onde os navios poderiam abrigar-se de tempestades e ventos, em total segurança. Em l703 aconteceu a primeira tentativa isolada de ocupação dessa terra.

O português Domingos de Oliveira Rosa fixou-se na Enseada, a procura de ouro. Desistiu logo em seguida, pois as jazidas eram pobres e não lhe deram o retorno necessário. Em meados do século XVIII, teve inicio o projeto do Governo Português de colonização açoriana no litoral catarinense, iniciou-se os povoamentos secundários. Foram enviados 60 casais vindos do Arquipélago dos Açores para iniciaram uma povoação, hoje, Porto Belo.

O crescimento desse povoado foi lento e difícil dada as dificuldades com o clima e ataque dos espanhóis. Ficou entregue a própria sorte, pois estava longe do centro administrativo da capitania de Santa Catarina. Em 1818, o povoado da enseada das Garoupas foi elevado à condição de Colônia com o nome de Nova Ericeira. Foram trazidas 101 pessoas entre homens e mulheres da localidade de Ericeira, uma colônia de pescadores, de Portugal continental. Tinham o objetivo de darem inicio a atividade pesqueira na região.

O nome Nova Ericeira, não chegou a se consolidar, continuando o local a chamar-se Enseada das Garoupas até 18 de dezembro de 1824, quando passou a denominar-se Vila de São Bom Jesus dos Aflitos de Porto Belo. Este nome surgiu, devido as suas belezas naturais e a tranquilidade dessas águas. Em 13 de outubro de 1832 foi elevada a categoria de Município e teve a sua instalação em 7 de julho de 1837.

 Fontes: Dieter Hans Bruno Kohl,p.28. e Vilson Francisco Farias,p.269.

Itajaí – Porto e Praias – Imigração Açoriana para o Sul do Brasil

http://www.cursinho.ufsc.br/arquivos/Santa%20Catarina_ProfOto.pdf