Procon de Itapema dá orientações para black Friday

233
Compartilhar

Consumidor

As vitrines das lojas e os principais sites de comércio eletrônico do país anunciam: está aberta a temporada de promoções da Black Friday. Em Itapema, Procon orienta consumidores.

 

Pensando na “sexta-feira negra”, onde o comércio e consumidores aguardam ansiosamente, o jornal A Hora conversou com o coordenador do Procon municipal, Valério Muller, e com a estagiária de direito, Gisele Cardoso Costa. Se você pensa em fazer um bom negócio, antes leia a reportagem.  “É muito importante que tanto estabelecimentos comerciais quanto consumidores estejam cientes sobre o Código de Defesa do Consumidor. Trata-se de um dia muito intenso em compras, alguns vendedores o estendem ao fim de semana. Por isso, o consumidor deve estar atento aos detalhes, como preços muito baixos, e às compras pela internet”, alerta Valério Mulle, coordenador do Procon.

Origem do Black Friday

A data de descontos foi importada dos Estados Unidos, onde é um dos dias mais aguardados no ano por consumidores, que garimpam produtos com grandes descontos. Ela já foi adotada em outros países, como Reino Unido, Austrália, México, Romênia, Costa Rica, Alemanha, Áustria, Suíça e no Brasil, para marcar o início da temporada de compras de Natal. Por aqui, a Black Friday chega à nona edição com a expectativa de movimentar R$ 2,43 bilhões em 2018 só com as compras feitas pela internet, uma previsão de aumento de 15% em relação ao ano passado, segundo a pesquisa Ebit/Nielsen.

Recomendações

Tome alguns cuidados ao comprar: faça capturas de tela ao comprar para garantir que o preço anunciado é o mesmo cobrado. A oferta deve ser cumprida à risca. Use um site confiável – confira sua reputação em serviços como o Reclame Aqui e prefira páginas que tenham o código “https” no endereço, indicação de que é seguro e de que seus dados não serão roubados. Atenção a endereços semelhantes aos dos grandes varejistas que buscam atrair clientes desatentos para sites duvidosos. E desconfie de descontos muito maiores do que os da concorrência.

E se algo der errado?: entre em contato com a loja para cobrar uma solução, com capturas de tela da compra e outros documentos em mãos. Se o pedido não for atendido, procure serviços de atendimento ao consumidor, como o Procon do seu Estado. Você pode fazer uma denúncia pelo site ou pelo telefone 151.

Confira as dicas divulgadas pelo Procon:

1 – Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial (vendas online), o consumidor tem o direito de arrependimento. O prazo é de sete dias a partir do recebimento da mercadoria.

2 – É dever do fornecedor cumprir o anunciado. Por isso, atenção na hora da confirmação do pagamento, o preço deve ser idêntico ao ofertado.

3 – Atenção ao valor cobrado pelo frete que pode ser tão caro a ponto de não compensar o desconto no valor da mercadoria.

4 – Confira a credibilidade da loja. Para isso, procure no site a identificação da loja, como CNPJ e etc. Se estas informações não estiverem disponibilizadas, escolha outro fornecedor.

5 – Desconfie de ofertas mirabolantes, especialmente se a loja for desconhecida.

6 – Não compre por impulso. Não se endivide para comprar. Estipule quanto pretende gastar com cada item que deseja. Compare-o com o de outras marcas. Verifique se ele corresponde às suas expectativas. Lembre-se que parcelamento é dívida e que você terá que lidar com esta obrigação ao longo dos próximos meses. Se for inevitável, certifique-se de que o parcelamento cabe no seu orçamento e se este dinheiro não lhe fará falta no futuro.

7 – Garantia do produto, política de troca, prazo de entrega, também pode virar pegadinha durante este evento. Por isso, fique atento às letras de rodapé.

8 – Guarde todos os comprovantes do processo de compras: e-mails, boletos, extratos, comprovantes do cartão de crédito e protocolos de atendimento.

9 – Por fim, lembre-se que em caso de problemas com as compras durante a Black Friday, não hesite em exigir seus direitos. Primeiro procure o serviço de atendimento ao consumidor (SAC) da loja. Anote o protocolo. Se esta medida não lhe trouxer solução, entre em contato com o Procon.

Procon de Itapema fica localizado na rua 230, número 498, no bairro Meia Praia. O atendimento ao público é gratuito, das 12 às 18h, porém para fazer a reclamação é necessário chegar antes das 16h.