SC encerra semestre letivo com 70% de alunos no modelo presencial e 95% de professores vacinados

189
Compartilhar

Ao longo do semestre, o Governo do Estado antecipou a vacinação dos profissionais da Educação em Santa Catarina

Ao longo do semestre, o Governo do Estado antecipou a vacinação dos profissionais da Educação em Santa Catarina. A imunização deste grupo começou em 26 de maio e nesta semana já alcançou 95% dos professores e todos os trabalhadores da equipe gestora, de alimentação e transporte, que atuam nas escolas e órgãos administrativos de Educação, do Ensino Infantil até do Ensino Superior.

Para acelerar e organizar a vacinação dos profissionais da educação, a SED coordenou a criação do Plano de Vacinação para o grupo e um levantamento inédito com informações sobre todos os trabalhadores do setor no estado. O ‘Censo da Educação Catarinense’ detalhou informações de 201 mil pessoas, entre professores, técnicos, profissionais de limpeza, serviços gerais, alimentação, vigilantes e todos os demais trabalhadores que atuam na educação em Santa Catarina. O levantamento também será utilizado para planejar e criar políticas públicas para qualificar a educação.

Veja abaixo algumas ações em andamento para o segundo semestre letivo:

Remuneração de R$ 5 mil e plano de carreira para o magistério: O Governo do Estado entregou à Assembleia Legislativa na semana passada uma proposta de remuneração mínima de R$ 5 mil aos profissionais do magistério estadual, com jornada de 40 horas semanais e curso superior. A medida deve beneficiar 12.252 servidores ativos, 10.119 inativos e 26.484 admitidos em caráter temporário, totalizando 48.858 professores — 63,9% do total de servidores da rede estadual. Além disso, o Governo do Estado trabalha no projeto que vai descompactar a carreira do magistério, para que a remuneração dos professores aumente com a progressão de estudos e tempo de serviço.

Entrega de notebooks para os professores: Com o Programa Aprendizagens na Cultura Digital, o Governo do Estado irá distribuir notebooks e oferecer acesso gratuito à internet aos professores da rede estadual. A ação tem como objetivo qualificar o trabalho docente e o ensino em Santa Catarina, além de ampliar as possibilidades pedagógicas. Além disso, será ampliado o programa de acesso gratuito a pacotes de dados para alunos e professores, facilitando o uso da internet para realização de atividades no Tempo Casa.

Avanços na Infraestrutura Escolar: Desde junho, com a reestruturação da área de Infraestrutura Escolar da SED, foram anunciadas obras de reforma e ampliação em várias regiões de Santa Catarina. Apenas na Grande Florianópolis, houve o início de obras em sete escolas com investimento de R$ 9,9 milhões. Atualmente há 160 contratos em andamento de projetos de reformas e ampliações. Assim, a expectativa é de que as intervenções de infraestrutura, sejam de reforma ou manutenção, cheguem a mais escolas estaduais.

Investimento recorde no Programa Uniedu: Em junho também foi anunciada a ampliação dos recursos para o Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu). Com o acréscimo, estão previstos R$ 467,3 milhões para as bolsas de estudantes em cursos de graduação e pós-graduação. Este é o maior repasse da história, com valor que representa um aumento de 76% em relação ao investido no ano passado, que totalizou R$ 264,3 milhões.