Solidariedade em família

44
Compartilhar

Fazer o bem, sem olhar a quem…

Os Fragoso, de Porto Belo, distribuem, aos domingos, marmitas para moradores em situação de rua da nossa região. A família leva refeições temperadas com amor e palavras de apoio àqueles que perambulam pelas ruas, sem a intenção de cobrar ou fazer algum julgamento.

Cleyton Amaral

Almoço solidário. Este é o lema da família que mora no bairro Perequê, em Porto Belo. Seu Joel Fragoso e os filhos Kaely, Karine e Khael organizam, aos domingos, cerca de 30 marmitas e saem distribuindo por bairros de Itapema e Porto Belo.

De acordo com Seu Joel, a ideia surgiu naturalmente no seio familiar, quando se depararam com as necessidades de pessoas em condições de vulnerabilidade social em nossa região. Com dedicação e uma certa dificuldade, já que as marmitas são feitas com orçamento da família, os Fragoso preparam tudo com muito carinho e amor. Toda a produção e distribuição fica por conta dos próprios Fragosos. O cardápio é simples e traz o tradicional da cozinha trivial, como arroz, feijão, legumes e carne. Uma iniciativa para encher de orgulho qualquer brasileiro.

Ajuda sem questionamentos

Depressão, dificuldades financeiras, problemas com drogas, desentendimentos na família são apenas alguns dos motivos que levam pessoas de todos os níveis sociais a passar seus dias na rua. Marginalizadas, essas pessoas recebem apoio restrito da sociedade e deixar a condição se torna cada vez mais difícil com o passar do tempo. Olhando com carinho para a população que vive em condição de rua, a família Fragoso leva refeições temperadas com amor e palavras de apoio àqueles que perambulam pelas ruas, sem a intenção de cobrar ou fazer algum julgamento.

Mais ações

Outra ação que vale a pena ser destacada pela família foi o desafio no Facebook, onde Seu Joel desafio um amigo na rede social a doar uma cesta básica para uma família que necessitava. O primeiro desafiado foi um amigo da família, Luís Santos, que além de aceitar o desafio do bem, conseguiu doar ao invés de uma, três cestas básicas.

Toda ajuda é bem-vinda

Seu Joel e a família relataram que estão dispostos a continuar com a ação do bem que realizam durante o final de semana. Entretanto, toda ajuda é sempre muito bem-vinda. “Agora estamos também arrecadando chocolates para fazer a Páscoa de crianças de baixa renda mais doce e alegre”, enfatiza o idealizador. Se você gostou e deseja ajudar, seja com alimentos ou com mão de obra na entrega das marmitas, entre em contato com a família pelo telefone (47) 99648-6923.