Tinha uma placa no meio do caminho…

539
Compartilhar

Falta bom senso e fiscalização

No corre-corre diário, as placas de propaganda nas esquinas e ruas de Itapema seriam quase imperceptíveis se não tivessem se tornado mais um problema urbano. Além da poluição visual, elas dificultam a mobilidade.

Cleyton Amaral

Em bairros como Meia Praia e Centro, num mesmo cruzamento é possível observar várias, dispostas nos passeios públicos. Dificultam a travessia e a locomoção dos pedestres nas calçadas e também a visibilidade dos motoristas nas ruas.

Todos nós queremos uma cidade limpa e bonita, não é mesmo? Então devemos nos preocupar em manter o ambiente urbano livre de todo tipo de poluição, evitando jogar lixo nas ruas e coibindo práticas semelhantes. Temos que diminuir também a emissão de poluentes no ar e nos rios que passam pelas áreas das cidades. O problema é agravado pelo fato de grande parte dessas peças publicitárias serem colocadas em calçadas, canteiros centrais das próprias lojas.

Outra dificuldade para quem utiliza frequentemente vias da cidade é enfrentada pelos motoristas. Paralelo ao trânsito complicado de uma via considerada movimentada da cidade, os condutores dizem lutar para desviar a atenção das placas ou qualquer outro anúncio publicitário instalado no canteiro central ou nas calçadas.

O que diz o povo

“Essas placas só atrapalham”, disse o entregador José Roberto da Silva, 29 anos. Ele afirma ter dificuldades para transitar no local com botijões de gás e garrafões de água. Para a itapemense Rosane Guedes, falta fiscalização. “A fiscalização deveria ser mais rigorosa, mas não funciona e é raro ver eles fazendo fiscalização. Na frente do colégio Educar, vi apenas duas vezes pensa na bagunça que é lá deveriam começar pelos colégios e depois ir para calçadas e ruas”, alerta. Já na opinião de Mariana Pereira Pimentel, não são só placas de anúncios. “É lixeira de casas, e carros estacionados em cima da calçada, isso porque era um (a) professor, simplesmente estacionou o carro e ficou das 7:45 as 11:45. Então é complicado, temos que andar na rua. Aí eu te pergunto. Cadê a fiscalização? ”, questiona.

Watsapp divulgação

Vereador cobra medidas

O parlamentar Yagan Dadam apresentou a Indicação N° 609/2018, onde solicitou que a Diretoria de Fiscalização averigue e notifique os proprietários das placas de anúncios de publicidade instaladas nas avenidas da cidade, que se encontram em desconformidade com a legislação municipal, em especial as placas instaladas entre as Ruas 286 e 284. Yagan se baseou na Lei Municipal 08/2002, que determina que a publicidade que possua pilares seja localizada numa distância mínima de quatro metros da linha do meio-fio. Por meio de fotos, o vereador afirmou que o pilar das placas das Ruas 286 e 284 estão em desacordo com a legislação. “Esta Indicação vem em defesa da acessibilidade e contra a poluição visual, com ela demonstro, ainda, a necessidade que o nosso corpo fiscal tem de ampliação. Essas placas devem ser vistoriadas e retiradas, pois prejudicam as pessoas que caminham pelas calçadas da cidade”, afirma o vereador.

O que diz a prefeitura

Até o momento de fechamento desta edição, a assessoria não havia retornado os pedidos de contrapontos.