Um ano de calote no hospital Santo Antônio

776
Compartilhar

Descaso na saúde

Parece brincadeira, mas não é! Mesmo em tempos de pandemia, os servidores e ex-servidores do hospital de Itapema continuam sem receber. “Um verdadeiro absurdo, a prefeita que é enfermeira encher a boca para falar do novo hospital, mas mal consegue administrar o Santo Antônio. Ela simplesmente virou a costas para os funcionários que tanto se dedicaram em prol da saúde do itapemense”, expressa indignada uma ex-funcionária que está passando por dificuldades.

Cleyton Amaral

“Eles nos pediam um atendimento humanizado, com amor e a equipe toda trabalhava, dando o melhor possível, mesmo faltando muitos itens, a gente se redobrava para melhor atender os pacientes, sem deixar transparecer o que realmente acontecia dentro do hospital. Era muito triste ver eles passando pelos corredores pedindo humanização, mas com a gente, funcionários, sempre com indiferença. Uma prova disso é essa falta de respeito em querer acertar os valores rescisórios, em maio agora completa um ano. Um verdadeiro absurdo, a prefeita que é da área da saúde encher a boca para falar do novo hospital, mas mal consegue administrar o Santo Antônio. É muito triste ver uma enfermeira, hoje como prefeita, virar a costas para os servidores da saúde”, expressa indignada uma ex-funcionária do hospital Santo Antônio que está passando por dificuldades.

Nem mesmo a pandemia fez com que a administração do município ficasse sensível a situação de mais de 60 profissionais que atuaram (alguns ainda atuam) no hospital da cidade. O fato é que eles estão sem receber os valores de rescisão, que já foi prometido diversas vezes, e que agora com o Coronavírus, muitas destas famílias estão passando por dificuldades. O que acontece há quase um ano é um verdadeiro jogo de “empurra-empurra”, de um lado, a prefeitura diz que não é responsável pelo acerto, de outro a empresa que gerenciava o hospital diz que a prefeitura não repassou os valores para o acerto. No meio, hoje, dezenas de famílias passando por dificuldades.

 Nossa reportagem conversou com duas ex-funcionárias do hospital, que não vamos identificar, pois as mesmas têm receio de represálias por parte da administração. Elas fazem parte de um grupo que ingressou com ações na justiça do trabalho contra a prefeitura de Itapema e contra o IDEAS (Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde), que era responsável na época por gerenciar a unidade de saúde.

Situação agravou-se com a intervenção

Em entrevista à reportagem, as duas funcionárias relataram que a situação dos funcionários do hospital Santo Antônio se agravou com a intervenção realizada pela prefeitura, depois de suspeitas de irregularidades com a empresa responsável. “Até setembro de 2018, nosso salário era pago certinho, sempre no primeiro dia do mês. Já em outubro, recebemos depois do dia 15. Em novembro, a gente só recebeu porque fizemos um barraco dentro da Caixa Econômica Federal. Em dezembro, novamente a palhaçada para receber”, contam as ex-servidoras.

Sentença a favor dos servidores

A Justiça do Trabalho, localizada em Balneário Camboriú, sentenciou a favor de uma das ex-servidoras, porém, em se tratando de primeiro grau, cabe recurso e muito provável que as partes recorram.  Nossa reportagem entrou em contato com os citados, mas até o fechamento desta edição, a prefeitura de Itapema e o IDEAS não haviam respondido os questionamentos da reportagem.

Fala, povo

Por se tratar de um assunto importante em nossa cidade, questionamos nossos internautas sobre esta situação, veja algumas opiniões:

Richard Bronze – Conheço diversas pessoas que judicialmente buscaram seu direito. A Justiça determinou o pagamento de forma Solidária por parte da prefeitura junto com a antiga administração. E NADA ATÉ AGORA. Quem sabe OUTUBRO paga.

Andressa Rocha – Se fosse ao contrário, a prefeitura já teria tirado até os bens dos devedores…

Aline Cristine – O quê.?? A Prefeita enfermeira, que só se elegeu porque se comprometeu priorizar a saúde do Município deu um calote nos pagamentos dos funcionários?! E ainda tem quem a defenda. Paga Prefeita, se não vai ficar feia a fama para se reeleger. Imagina um monte de funcionários da saúde lhe chamando de “CALOTEIRA”

Sergio Costa – Ela quer fazer hospital novo para que se não consegue manter este hospital que é pequeno em dia imagina outro maior como vai ser? Sempre falei isso é várias pessoas me criticaram! Só não vê quem não quer!