UM ANO DE MUITO AXÉ

424
Compartilhar

A Tenda de Umbanda Cacique Pena Branca, no Morretes, em Itapema, está em festa. A casa de luz completa um ano de atendimento à comunidade e volta abrir as portas hoje, com todas as recomendações sanitárias. A reportagem do A Hora foi convidada para uma celebração especial, que ocorreu na noite da última terça, dia 04.

Cleyton Amaral

Vestimenta branca, a essência das ervas, o som do atabaque e uma paz de espírito. É assim que nos sentimos quando chegamos à Tenda de Umbanda Cacique Pena Branca, localizada na rua 410, número 1462, no bairro Morretes, em Itapema. A casa completa um ano de atendimento no município, desenvolvendo um trabalho espiritual muito importante e essencial, que vem ajudando muitos itapemenses, especialmente nessa época de pandemia.

O dirigente da casa, Sidnei Andreolla, carinhosamente chamado de Pai Sid, conta que ver a casa crescendo e ajudando muitas pessoas além de ser um sonho, é um propósito da espiritualidade. “É uma alegria no coração ver o nosso trabalho crescendo e cada vez mais se solidificando na cidade. É importante também as pessoas conhecerem e respeitaram os mais diversos credos, aqui, na Tenda, praticamos somente o bem, o respeito e a caridade, por isso, jamais cobramos por algum auxílio espiritual”, expressa.

O braço de direito do Pai Sid na casa é a Mãe de Santo Elisangela, que o auxílio nos trabalhos. “Neste momento em que o mundo atravessa, cada vez mais é importante as pessoas recorrem a fé, ao divino. Com a pandemia, percebemos que aumentaram os casos de depressão e até suicídio, aqui, não temos restrição nenhuma, nossa casa está aberta para todos que procuram auxílio com amor, carinho e terão muito afeto”, ressalta.

Convite

A Tenda de Umbanda Cacique Pena Branca faz um convite para quem deseja conhecer e entender um pouco mais da religião e receber um axé. As giras acontecem todas às quintas, a partir das 19h30, na rua 410, número 1462. Vale salientar, a Tenda de Umbanda respeita todas as orientações sanitárias repassadas pelos órgãos competentes. Com o decreto permitindo o retorno das atividades religiosas, a orientação é a redução da lotação da capacidade máxima de 40%, disponibilizar álcool em gel e o respeito do distanciamento social.

Origem da Umbanda

A umbanda é uma religião surgida nos subúrbios do Rio de Janeiro. Em 15 de novembro de 1908, Zélio Fernandino de Moraes, nascido em São Gonçalo/RJ, teria incorporado do Caboclo das Sete Encruzilhadas. Este espírito o teria ajudado a criar a religião de Umbanda. Rapidamente, ela se espalhou por todo Brasil e outros países da América Latina. Suas crenças misturam elementos do candomblé, do espiritismo e do catolicismo. Ainda pegou conceitos do kardecismo, que estava chegando ao país, como o de “evolução” e “reencarnação”. Também tem Jesus como referência espiritual e não é raro encontrar sua imagem em lugar destacado nos altares das casas ou de terreiros de umbanda.