Vereadores aprovam em primeira votação gastos de até R$320 mil com o Gideões

19
Compartilhar


A maioria dos Vereadores de Camboriú aprovaram o Projeto de Lei 014/2019, de autoria do Executivo, que prevê o investimento de até R$ 320 mil, para ser investido durante o XXXVII Congresso Internacional de Missões – Gideões Missionários da Última Hora.

O Projeto que autoriza a Prefeitura a custear gastos de infraestrutura para a realização do Congresso, anualmente é encaminhado para a aprovação do Legislativo, porém, gera polêmica por não especificar quais os itens que serão contratados para o evento.

A vereadora Inalda do Carmo (DEM) foi um dos votos contrários ao repasse. Ela disse que “a prefeitura, nos últimos 2 anos, não apresentou um cronograma de gastos”, e afirmou: “dou a oportunidade ao executivo, para até a próxima votação, encaminhar a planilha, que aí sim, votarei favorável”.

Também contrária ao projeto, a Vereadora Jane Stefenn comentou que “a preocupação do executivo é só arrecadar, mas não proporciona a estrutura ideal, mesmo com o repasse”.

O Vereador Fabiano Olegário (PDT) disse votar favorável ao projeto, mas espera que até a próxima votação, seja apresentada a planilha detalhada de gastos.

Já o Vereador Amilton Bianchet (PSDB), defendeu o repasse, comentando que “o evento ajuda a desenvolver a cidade, e apesar dos problemas que causa no trânsito, acredito que traz muitos benefícios”.

Outro que defendeu o projeto foi o Vereador Claudinei Loss (MDB). Ele afirmou que “a Prefeitura, nos últimos dois anos, mais arrecadou do que investiu”.

A única abstenção foi da Vereadora Márcia Regina Freitag (PSDB). Ela disse que “me abstenho hoje, para conseguir mais informações sobre o projeto”.

Todos os vereadores ressaltaram que não são contra o evento, mas sim, contra a forma que a Prefeitura faz esse investimento. O projeto acabou sendo aprovado em primeira votação pela maioria dos presentes.