Vereadores cobram ações mais contundentes contra surto de dengue em Itapema

137
Compartilhar

Vereadores da Comissão de Educação, Saúde e Assistência fizeram uma convocação na última Sessão Ordinária da Câmara de Itapema (02/04). Zulma Souza (DEM), Sebastião Silva (PSDB) e Yagan Dadam (PR), membros da Comissão, pediram para que o Secretário de Saúde de Itapema, venha até à Casa de Leis com dados técnicos sobre o combate ao mosquito Aedes Aegypti na cidade. “Recebi um Boletim da Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina que traz uma informação assustadora: Itapema está entre os municípios classificados como infestados pelo mosquito da dengue”, alertou o vereador Yagan.

Santa Catarina vive um surto de dengue nas últimas semanas, preocupados com a transmissão da doença no município, os vereadores pedem que a Prefeitura invista em ações contra o mosquito, dando maior publicidade ao problema. A convocação é para que o secretário compareça na Tribuna da Casa na terça-feira, 16 de abril. “Queremos saber qual é a realidade da dengue em Itapema. Precisamos de informações. Se a situação está grave, temos que combater unidos para resolver o problema. Agora não podemos maquiar informações à população”, disse o vereador Yagan.

Hoje, segundo o último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), Itapema registrou um total de 416 focos de mosquito da dengue até abril de 2019. Para tentar diminuir este número, outro Requerimento do vereador Cleverson Tanaka (PDT) solicitou informações sobre as medidas que estão sendo tomadas para a prevenção da dengue na cidade, o número de casos no ano de 2018, e se existe algum caso da doença registrado em 2019. “A coisa é séria. Só agora o nosso município contratou 40 agentes, mas isso devia ter sido feito há um ano e meio. Então falhou Itapema assim como outros municípios. A população tem que colaborar, mas o município tem que ser o provocador disso”, cobrou Tanaka.

Depois do assunto ser debatido em plenário, ambas as proposições foram aprovadas e encaminhadas para a Prefeitura Municipal de Itapema, o Executivo tem 15 dias para se posicionar.