Vereadores de Camboriú visitam HCC junto com a Deputada Paulinha

370
Compartilhar

Na última terça-feira, dia 21, a Deputada Estadual Paulinha (PDT), líder do Governo Moisés na Alesc, esteve em Camboriú e junto com os vereadores José Simas (DEM), Marcio Pereira (PSDB) e Vilson Albino (PSD) visitaram o Hospital Cirúrgico de Camboriú (HCC) no intuito de acompanhar o trabalho que está sendo realizado na unidade, em especial, na atuação contra o coronavírus. Os parlamentares enumeraram uma série de itens necessários para que os atendimentos possam prosseguir.

Na ocasião os vereadores entregaram à deputada o Ofício N° 0876/2020, assinado pelos vereadores: Amilton Bianchet (MDB); Andréia de Souza (MDB); Inalda do Carmo Bednarski (DEM); Jane Stefenn (PSL); John Lenon Teodoro (Podemos); José Simas (DEM); Marcia Regina Oliveira Freitag (PSDB); Marcio Pereira (PSDB); Marcio Roberto Muller, o Betinho do Carvão, (DEM); e Vilson Albino (PSD); solicitando a possibilidade de utilizar parte dos recursos que serão destinados aos hospitais de campanha na região, em aporte financeiro para cada unidade hospitalar já estabelecida, como o HCC, equipando-as para garantir o acesso seguro e em tempo hábil.

Segundo o documento, estes recursos atenderiam as necessidades já estabelecidas na região, no que se refere à oferta de serviços para as demandas atuais por conta da COVID-19. Os vereadores enfatizaram ainda a necessidade do Governo do Estado ter uma atenção especial com os hospitais de referência regional como Ruth Cardoso de Balneário Camboriú, e o Marieta Konder Bornhausen de Itajaí, já que atendem as demandas da região.

“Nosso município possui uma estrutura hospitalar que está à disposição para atender às situações de COVID-19, mas pra isso precisa receber aporte financeiro para adequação. Hoje no HCC a estrutura comporta trinta e dois leitos clínicos e um centro cirúrgico que pode acomodar vinte leitos para serem utilizados como UTI, mas é preciso prepará-lo, pois do jeito que está não irá suportar as possíveis demandas, o que leva a sobrecarregar outros hospitais como o Ruth”, comentou o Presidente da Casa Legislativa, José Simas.