Voluntários precisam de ajuda em Itapema

376
Compartilhar

Cestas básicas

Em tempos de pandemia, a solidariedade fala mais alto em nosso município. Entretanto, muitas entidades e voluntários estão passando por dificuldades para atender a demanda. Saiba como você pode ajudar.

 

Cleyton Amaral

 

Diariamente no portão da moradora Alzira Hirt, na rua 414, no bairro Morretes, chegam muitas famílias em busca de cestas básicas. A casa já virou um ponto de referência para os mais necessitados. Com a chegada da pandemia do coronavírus, a moradora relata que os muitos pais e mães estão sem poder trabalhar e assim sem poder trazer o sustento para casa.

É triste ver esta situação, mas estamos fazendo o que está ao nosso alcance”, expressa voluntária. “A maior demanda agora são alimentos, leites, produtos de limpeza”.

Para ajudar a voluntária a amenizar a situação destas famílias, doações podem ser encaminhadas direto na casa da moradora, na rua 414, número 327. Mais informações (47) 9 9942-6803.

 

Entidades devem precisam de ajuda

Em Itapema, diversas ONGs estão também passando por um verdadeiro perrengue, porque a procura por ajuda assistencial cresceu muito nestes tempos de quarentena. A equipe de jornal A Hora foi até o Cantinho da Alegria, que fica ao lado do Comprão do Morretes. De acordo coma fundadora do projeto, Leidaiana Muller, a entidade está muito necessitada, embora não tenha aulas, a casa atende cerca de 80 crianças e suas famílias. “Precisamos de cestas básicas, ou mesmos itens separados, como arroz, macarrão, feijão, fraudas”. Quem puder colaborar poderá entrar em contato pelo telefone (47) 9 9721-4713.