14.7 C
Itapema
sexta-feira, julho 12, 2024
mais
    InícioCidadesItapemaAlunos do 9º ano de escolas municipais de Itapema iniciam ranking do...

    Alunos do 9º ano de escolas municipais de Itapema iniciam ranking do projeto Óleo Solidário

    Em:

    Em Destaque

    Iniciativa visa conscientizar a sociedade e promover a educação socioambiental entre estudantes

    Nesta segunda-feira (7), cerca de 300 alunos de três escolas municipais de Itapema estarão envolvidos com a arrecadação de óleo de cozinha usado para encaminhamento para reciclagem. Eles vão participar do ranking do projeto Óleo Solidário lançado pela Conasa Águas de Itapema, Facci (Fundação Ambiental Água Costeira de Itapema), Rotary Club Itapema Costa Verdes Mares, Apae Itapema e Secretaria Municipal de Educação.

    Durante quatro meses, de 7 de agosto a 7 de dezembro, os alunos terão a tarefa de conscientizar as famílias a separarem o óleo de cozinha usado em embalagens lacradas. As turmas com a maior arrecadação serão premiadas mensalmente e a escola que tiver registrado a maior quantidade de óleo para reciclagem vai receber um computador para uso pedagógico.

    Todo o óleo arrecadado será retirado das escolas pelo Rotary Club para ser encaminhado a uma indústria que utiliza o resíduo para fabricação de biodiesel, glicerina e produtos de limpeza. Todo o valor recebido será encaminhado como doação à Apae de Itapema.

    O objetivo do projeto é conscientizar a comunidade sobre o descarte correto do óleo de cozinha após o uso, e ainda promover ações de conscientização socioambiental entre os estudantes do ensino municipal. Entre as premiações aos estudantes estão visitas ao Oceanic Aquarium, Parque Unipraias e Estação de Tratamento de Esgoto Morretes. As escolas diretamente envolvidas na ação são Bento Elói em Morretes, Educar em Meia Praia e Maria Linhares em Alto São Bento.

    O descarte incorreto do óleo de cozinha usado causa problemas nos sistemas de esgoto e contaminação de rios, lagos e oceanos. Estima-se que um litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água. Além disso, a decomposição do óleo de cozinha usado em locais de descarte inadequado pode produzir gases de efeito estufa com consequências em mudanças climáticas e no aquecimento global.

    Cidades