13.9 C
Itapema
sábado, julho 13, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaCasas vazias superam as ocupadas em nove cidades do litoral de SC

    Casas vazias superam as ocupadas em nove cidades do litoral de SC

    Em:

    Em Destaque

    De acordo com o Censo do IBGE, a maior parte dos imóveis desocupados são de uso ocasional
    Santa Catarina tem a distinção inusitada de abrigar nove cidades que possuem mais residências vazias do que ocupadas, todas situadas na região litorânea. Esta situação coloca o estado em segundo lugar no Brasil em termos de municípios nessa condição, atrás apenas do Rio Grande do Sul.
    Dados do Censo de 2022, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que no total, 53 cidades brasileiras possuem mais domicílios desocupados do que ocupados.
    Nesta lista, Jaguaruna (SC) lidera o ranking catarinense com 69,4% de domicílios desocupados, totalizando 17.157 imóveis. Seguido de Balneário Rincão (62,9%), Bombinhas (62,5%), Balneário Arroio do Silva (62,2%) e Itapoá (57%).
    Completam a lista dos municípios catarinenses com essa característica: Governador Celso Ramos (52,2%), Balneário Gaivota (51,9%), Passo de Torres (50,9%) e São Francisco do Sul (50,2%).
    Segundo o IBGE, essas residências desocupadas podem ser categorizadas em dois tipos: as que estão permanentemente vazias e aquelas que são utilizadas ocasionalmente, como os imóveis de veraneio.
    Para a maioria das cidades catarinenses com alta taxa de residências desocupadas, a predominância se encontra nos imóveis de uso ocasional, segundo a classificação do Censo.
    Jaguaruna, que lidera a lista de cidades com mais casas vazias, também apresenta a maior porcentagem de domicílios de uso ocasional entre os desocupados, com 91,8% do total.
    Outras cidades, como Balneário Rincão, Bombinhas, Balneário Arroio do Silva e Itapoá, também apresentam uma alta porcentagem de residências classificadas como de uso ocasional, variando entre 72,6% e 93,5%.

    Jaguaruna (SC) – 91,8% (15.745);
    Balneário Rincão (SC) – 93,5% (9.235);
    Bombinhas (SC) – 72,6% (10.971)
    Balneário Arroio do Silva (SC) – 89,9% (8.904)
    Itapoá (SC) – 85,2% (12.994)
    Governador Celso Ramos (SC) – 86,9% (5.850)
    Balneário Gaivota (SC) – 86,8% (5.600)
    Passo de Torres (SC) – 85,2% (4.199)
    São Francisco do Sul (SC) – 79,9% (15.634)
    Quer receber as notícias em tempo real?

    Fonte: NSC Total

    Cidades