16.6 C
Itapema
segunda-feira, julho 15, 2024
mais
    InícioSanta CatarinaCiclone deixa SC em alerta em meio a estragos com chuva e...

    Ciclone deixa SC em alerta em meio a estragos com chuva e microexplosão

    Em:

    Em Destaque

    A chegada de um novo ciclone extratropical em Santa Catarina deve trazer ainda mais chuva nos próximos dias. Porém, já há reflexos da passagem do fenômeno em diferentes regiões do Estado. Até a manhã desta quarta-feira (12) ao menos três cidades decretaram situação de emergência. Também há rodovias com deslizamentos e alagamentos, principalmente no Oeste do Estado.
    De acordo com a Epagri/Ciram, a previsão é de chuva persistente, principalmente na Serra, Sul e em parte do Oeste, devido à passagem do ciclone entre o Rio Grande do Sul e o Sul do Estado. Além disso, as rajadas de vento que podem chegar entre 50 e 70 km/h, com picos pontuais de 80 km/h, a partir da tarde.

    Oeste e Meio-Oeste
    Entre segunda (10) e terça-feira (11), o Oeste e o Meio-Oeste foram as regiões mais atingidas. Só em Itapiranga, o acumulado de chuva nas últimas 48h foi de 150.4 mm, segundo a Defesa Civil.
    Em Saudades, por exemplo, o rio que dá nome à cidade tem nível de cheia 4,5 metros acima da média, em alerta para inundação. Por precaução, equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) precisaram retirar os idosos e as pessoas com dificuldade de locomoção das áreas de risco. Além disso, pontes foram bloqueadas.
    Já na madrugada de terça, Saudades foi atingida por um temporal de granizo: duas escolas municipais, duas edificações comerciais e 23 residências tiveram as telhas danificadas. No mesmo período, houve falta de energia na cidade devido a queda de postes e árvores sobre a rede elétrica.
    De acordo com a Defesa Civil municipal, a principal preocupação é com os moradores. Equipes devem fazer uma nova avaliação para levantar os prejuízos causados pelas chuvas.
    As cidades de Maravilha, Iraceminha e Flor do Sertão chegaram a decretar situação de emergência após terem sido atingidas por um temporal de granizo no domingo (9), causado por outro ciclone extratropical registrado durante o fim de semana.
    Também houve deslizamento de terra em Concórdia, no Oeste, em ao menos três ruas. Em Modelo, um deslizamento de terra na estrada que liga a comunidade Pitinga fez com que a via ficasse completamente bloqueada. A orientação é de que os moradores não circulem na região.
    Já em Chapecó, a chuva invadiu ao menos dez salas de aula da Escola de Educação Básica Bom Pastor, maior colégio estadual da região, sendo que quatro foram interditadas. Mesmo assim, as aulas seguem na unidade. No último mês, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) determinou a reforma emergencial imediata da escola, que deveria iniciar em julho sob pena de pagamento de multa.
    No Meio-Oeste, a Defesa Civil confirmou ter ocorrido em Herval d’Oeste uma microexplosão, fenômeno que se dá quando uma nuvem de tempestade não consegue suportar o volume de água que carrega em seu interior.
    O evento climático se caracteriza pela forte descarga de água e corrente de vento em um mesmo ponto. A microexplosão na cidadedestruiu um ginásio em uma comunidade rural(veja vídeo abaixo), atingido por rajadas de vento de 100 km/h na ocasião. Conforme a prefeitura local, a ventania também provocou queda de árvores e de barreiras. Ninguém ficou ferido com as ocorrências.
    Na rodovia SC-355, há interdição no trecho entre Treze Tilias e Água Doce devido à pista estar cedendo. A situação da SC-464 também exige atenção de motoristas, mas por conta do acúmulo de água na pista.
    Em Ibicaré, na SC-453, no km 59,5, a água invadiu a pista. Por conta disso, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) bloqueou a rodovia nos dois sentidos. A orientação aos motoristas é seguir pela SC-465, entre Treze Tílias e Ibicaré, ou pela SC-135, que liga Campos Novos a Tangará.
    Em Lebon Régis, um deslizamento de terra atingiu a garagem de uma casa no Centro do município. De acordo com os bombeiros, um dos veículos chegou a ficar semi suspenso no solo. Apesar do susto, não houve feridos.
    No Sul, em Timbé do Sul, Urussanga e Santa Rosa do Sul o rompimento de pontes de acesso deixou comunidades isoladas e ruas alagadas nesta terça. No Vale do Itajaí, as comportas das barragens de Taió e Ituporanga foram fechadas devido ao alto volume de chuvas registrado na região desde segunda (10). O movimento nas estruturas é já previsto para ocasiões que exigem a contenção de cheias.
    Também houve uma queda de barreira próximo ao quilômetro 116 na BR-470 em Ibirama. Uma das pistas precisou ser interditada, mas já foi liberada durante a madrugada, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
    Em Irineópolis, no Norte do Estado, a Estrada Geral Colônia Litikoski ficou fechada após uma árvore cair no local e dificultar a passagem de veículos na noite desta terça-feira (11). Uma motosserra foi utilizada para retirada dos ganhos na via.

    Ventos de 100 km/h e possibilidade de neve
    Conforme a previsão é da Epagri/Criam, a chuva segue na quinta-feira (13) entre o Extremo-Oeste e o Litoral Sul. Já na Grande Florianópolis e Norte do Estado, deve ocorrer chuva isolada na madrugada com sol no decorrer do dia.
    O alerta, segundo o órgão estadual, é por conta do vento, que teve ter rajadas de 80 a 100 km/h no Litoral e na Serra Catarinense.
    Além disso, a partir desta quinta, haverá declínio das temperaturas com a chegada de uma massa de ar frio. Com isso, há possibilidade de neve ou chuva congelada na região Serrana entre a noite de quinta e a madrugada de sexta-feira (14).

    (NSC Total)

    Cidades